Elize Matsunaga é condenada por morte e esquartejamento do marido

35

Na madrugada desta segunda-feira (5/11) a justiça condenou a bacharel em direito Elize Matsunaga pela morte do marido, Marcos Kitano Matsunaga, diretor da Yoki alimentos, em maio de 2012.

Elize foi condenada a 19 anos, 11 meses e 1 dia de pris√£o em regime fechado. O j√ļri, iniciado na segunda-feira (28), ocorreu no F√≥rum Criminal da Barra Funda, na Zona Oeste da capital paulista.

O julgamento durou sete dias e foi um dos mais longos da Justi√ßa de S√£o Paulo. O j√ļri foi formado por quatro mulheres e tr√™s homens. Eles ficaram reunidos por mais de 2h30 para definir o julgamento. O juiz Adilson Paukoski √© quem deu a senten√ßa. Elize era r√© confessa do crime, cometido em 19 de maio de 2012.

A defesa de Elize sempre sustentou que ela atirou na cabe√ßa de Marcos, no apartamento do casal, para se defender das agress√Ķes dele durante uma discuss√£o. Segundo ela, ele morreu na hora. O motivo da discuss√£o era o fato dela ter contratado um detetive particular que descobriu que o marido a tra√≠a com uma prostituta.

A acusa√ß√£o trata o crime como premeditado e que Elize matou Marcos para ficar com o dinheiro dele. Segundo a Promotoria, ela planejou o assassinato, atirando no marido quando ele vinha com uma pizza para casa. O tiro foi √† queima-roupa, segundo o Minist√©rio P√ļblico Estadual, mas a v√≠tima ainda estava viva e s√≥ morreu ap√≥s ter sido esquartejada.

Elize Matsunaga esquartejou o corpo do marido Marcos Matsunaga em 19 de maio de 2012.
Elize Matsunaga esquartejou o corpo do marido Marcos Matsunaga em 19 de maio de 2012. / Divulgação

 

Coment√°rios