Em confronto com PM’s, suspeito de envolvimento na morte do Sargento é morto

Final de semana avassalador na zona norte de Manaus. Na manhã de ontem (20), o corpo de um homem foi encontrado boiando em um igarapé no bairro Cidade Nova. O corpo havia perfurações de balas e estava enrolado em uma lona. Após identificação, descobriu-se tratar do corpo do sargento da Polícia Militar, Marco Antônio Benjamin da Silva. O Sargento da PM foi morto com 3 tiros na cabeça.

O corpo do sargento Marcos Antônio foi identificado por colegas de farda ainda no local onde foi encontrado. (Foto: Jucélio Paiva/Divulgação)
O corpo do sargento Marcos Antônio foi identificado por colegas de farda ainda no local onde foi encontrado. (Foto: Jucélio Paiva/Divulgação)

Ao perceber o corpo boiando e após sentirem forte odor vindo do local, comunitários da região acionaram a polícia. Policiais militares da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram os primeiros a chegarem na ocorrência, por volta de 8h (horário local).

Por meio de nota, a associação de Sargentos e Sub Tenentes da PM do Amazonas lamentou a morte. “Cobramos que as autoridades policiais de imediato prenda esses assassinos para que a justiça seja feita”.

Após o assassinato, as equipes das Polícias Militar e Civil iniciaram buscas na zona norte para buscar e prender os envolvidos no crime. Foi quando por volta de 1h20 da madrugada desta segunda-feira, uma equipe da PM conseguiu localizar o suspeito de matar o sargento em uma casa na rua 29 (atual rua Paulo Andrade), no loteamento Buritis, que também fica situado no bairro Nova Cidade.

Durante a abordagem, segundo o relatório da ocorrência policial, o criminoso Moisés Pereira dos Santos Braga teria sacado uma arma de fogo no momento que era abordado pelos PMs.

A PM não contou conversa e deu 3 tiros no bandido. O rapaz de 25 anos era um dos suspeitos de assassinar o sargento da Polícia Militar do Amazonas Marco Antônio e acabou morrendo no hospital. Ele foi baleado com um na perna, um no braço direito e outro no peito esquerdo.

Os policiais militares relataram que, ao entrar no imóvel, o suspeito sacou um revólver para atirar contra os PMs e reagiu à ordem de prisão.

Moises Braga foi socorrido e levado para o Hospital Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, onde morreu minutos depois. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML).

O caso foi registrado como morte por intervenção policial na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). O assassinato do sargento é investigado na mesma delegacia.

Suspeito de Matar Sgt da Polícia miliar morre baleado.

Comentários