Empresário que matou Sargento da PM disse que estava a 40 km/h e foi liberado em seguida

121

Na manhã desta quinta-feira (15) o empresário Clovis de Oliveira Maia Filho, 35, se apresentou na Delegacia Especializada de Acidentes de Trânsito (Deat) e deu a sua versão sobre o fato na qual ele atropelou e matou o sargento PM Sérgio Ramos dos Santos, de 49 anos.

Clóvis disse em depoimento ao delegado Luiz Humberto Monteiro que estava apenas a 40 km/h quando por volta das 16h, colidiu sua BMW de cor banca e placa PHY-5250 com a moto do Sargento.  Clóvis fugiu do local sem prestar socorro na Avenida Santos Dumont ( conhecida popularmente como estrada do Aeroporto), no último dia 8 de fevereiro.

O empresário foi indiciado por homicídio culposo (quando não tem intenção de matar), e logo em seguida foi liberado.

É mole?

Empresário que matou Sargento da PM disse que estava a 40 km/h e foi liberado em seguida
Empresário que matou Sargento da PM disse que estava a 40 km/h e foi liberado em seguida

Comentários