Encontrado os corpos dos três desaparecidos em Humaitá

1406

Finalmente foram encontrados os tr√™s homens desaparecidos na reserva ind√≠gena Tenharim, em Humait√° (distante 675 quil√īmetros de Manaus) no sul do Amazonas.¬† A busca chegou ao fim ap√≥s 40 dias. Por volta das 16h da tarde de ontem (3), o √ļnico cachorro do Corpo de Policiamento do Estado do Amazonas (CPE-AM) encontrou tr√™s corpos em uma vala, pr√≥ximo ao KM-180 da BR-230 (Transamaz√īnica). A pol√≠cia suspeita que os corpos sejam dos desaparecidos. As informa√ß√Ķes s√£o do tenente Jean Max.

Os corpos, que atualmente passam por per√≠cia, estavam em estado de decomposi√ß√£o, e, segundo as primeiras impress√Ķes dos policiais, tinham sinais de perfura√ß√Ķes por arma de fogo.

O cachorro se chama Hórus, é da raça Labrador e tem sete anos de idade.
O cachorro se chama Hórus, é da raça Labrador e tem sete anos de idade.

‚ÄúEssa hist√≥ria de que eles foram decapitados e sofreram tortura √© conversa. Na per√≠cia prim√°ria, ainda dava para identificar os homens, e estes apenas apresentavam sinais de perfura√ß√£o por bala‚ÄĚ, revelou o tenente, comandante da tropa especializada do CPE-AM, na Opera√ß√£o Humait√°.

Por volta das 5h da manhã de ontem (3), segundo explicou o tenente, a Polícia Federal pediu apoio para continuar as buscas pelos desaparecidos. Após o fim da procura diária, o soldado Félix, conforme contou o tenente Max, seguiu pela área com o cão chamado Hórus, da raça labrador, de sete anos, e encontrou os corpos em uma vala com aproximadamente 2 metros de profundidade.

Corpos levados a Porto Velho

Conforme nota enviada pela Pol√≠cia Federal de Rond√īnia, os cad√°veres foram retirados do local e levados ao Instituto M√©dico Legal (IML) de Porto Velho (RO), com o objetivo de reconhecimento por parte de familiares e realiza√ß√£o de exames necess√°rios para saber a causa da morte.

Segundo Max, atualmente 225 policiais militares est√£o em Humait√° para evitar novos conflitos. ‚ÄúA cidade est√° tranquila, mas estamos de prontid√£o para evitar novos conflitos, por conta dos corpos encontrados. H√° 30 dias n√£o aparece um √≠ndio por aqui‚ÄĚ.

O professor Stef Souza, de 43 anos, o t√©cnico da Eletrobras Amazonas Energia, Aldeney Salvador, 40 anos, e o representante comercial Luciano Freire, 30 anos, estavam desaparecidos desde o dia 16 de dezembro de 2013, quando foram vistos pela √ļltima vez pr√≥ximo a reserva ind√≠gena Tenharim-Marmelo.

Na √ļltima sexta-feira, cinco √≠ndios Tenharim foram presos pela Pol√≠cia Federal por suspeita de terem matado os desaparecidos. Os √≠ndios est√£o no Pres√≠dio Pandinha, em Porto Velho.

 

Fonte :  D24

Coment√°rios