Estudante obrigada a fazer xixi em balde recebe indenização de US$ 1,25 milhão

229

Uma estudante da Califórnia recebeu 1,25 milhão de dólares de indenização por ter sido obrigada a urinar em um balde, depois de não ter recebido permissão para ir ao banheiro.

Um júri de San Diego decidiu na quarta-feira a favor da ex-aluna do colégio Patrick Henry, que apresentou uma queixa após o incidente em 2012, na qual reclamava uma indenização de 25.000 dólares.

Loading...

De acordo com a denúncia, a adolescente, que tinha 14 anos no momento da situação vexatória, não recebeu autorização para ir ao banheiro porque o colégio tinha regras muito rígidas.

A professora sugeriu que ela fizesse xixi em um balde dentro de um armário usado para guardar objetos, no fundo da sala, e que depois jogasse a urina em um lavabo.

O episódio foi humilhante e provocou várias piadas e mensagens obscenas de outros estudantes, o que levou a jovem a tentar o suicídio, como a vítima explicou durante o julgamento que durou três semanas.

“Isto nunca deveria ter acontecido com uma jovem de 14 anos”, afirmou à AFP o advogado da vítima, Brian Watkins, antes de admitir que este é um dos casos “mais incomuns” em que trabalhou.

O advogado disse que a cliente, atualmente com 18 anos, está satisfeita com o veredicto e continua fazendo terapia para superar o trauma.

Os representantes do distrito escolar explicaram que a professora, que está em licença administrativa e nunca mais retornou ao colégio após o incidente, pensava que estava apenas aplicando as regras.

“Em um momento de falta de clareza, pensou que era uma boa ideia”, afirmou Katheryn Martin, advogada dos acusados.

Imagem de divulgação
Imagem de divulgação

 

Fonte: AFP

Comentários

comentários