Eurico convida crian√ßas rubro-negras “desprezadas” por jogadores do Flamengo, a conhecer o Vasco

24

O presidente do Vasco, Eurico Miranda, criticou o rival Flamengo pela pol√™mica na entrada em campo no cl√°ssico entre as equipes, no √ļltimo domingo (24/4), na Arena Amaz√īnia, em Manaus. Na ocasi√£o, os jogadores rubro-negros deixaram para tr√°s as crian√ßas que os esperavam e fincaram uma bandeira no centro do gramado, fato que motivou o dirigente cruzmaltino a convidar os pequenos mascotes a conhecer S√£o Janu√°rio.

Eurico convida crianças rubro-negras "desprezadas" por jogadores do Flamengo, a conhecer o Vasco
Eurico convida crian√ßas rubro-negras “desprezadas” por jogadores do Flamengo, a conhecer o Vasco

O Tribunal de Justi√ßa Desportiva do Rio (TJD-RJ) e a Federa√ß√£o de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) tamb√©m criticaram a postura dos rubro-negros, mas n√£o sinalizaram com qualquer tipo de puni√ß√£o, muito em fun√ß√£o do trio de arbitragem n√£o ter relatado nada sobre o epis√≥dio na s√ļmula. O jogo terminou com a vit√≥ria do Vasco por 2 x 0 sobre o Flamengo.

Já o diretor-executivo do Rubro-Negro, Rodrigo Caetano não enxergou como um desrespeito a entrada em campo do time, justificando que a intenção era justamente agradecer à torcida manauara.

Curiosamente, o Cruzmaltino, tem em sua hist√≥ria uma frase que ficou imortalizada justamente por abordar as crian√ßas em seu tema central. Criada pelo ex-presidente do clube Cyro Aranha, ela diz: “Enquanto houver um cora√ß√£o infantil, o Vasco ser√° imortal”.

Tal lema, inclusive, fica estampado no muro de São Januário onde está sendo construído o campo anexo para o treinamento da equipe profissional.

 

Coment√°rios