Ex-primeira-dama do Amazonas tem prisão preventiva decretada

31

Nesta quinta (4) a justiça Federal decretou a prisão da ex-primeira-dama Edilene Gomes Oliveira, além disso converteu a prisão temporária do ex-governador José Melo (PROS) em preventiva. A decisão foi assinada pela juíza Jaiza Fraxe na noite desta quarta-feira (3). Melo e a esposa serão encaminhados a uma unidade de detenção provisória em Manaus.

A prisão temporária do governador cassado expirava hoje quinta-feira (4) e por decisão judicial, ele permanecerá detido por tempo indeterminado.

José Melo foi cassado por compra de votos na eleição de 2014 e preso durante a terceira fase da Operação Maus Caminhos. A polícia federal identificou a participação do ex-governador, da esposa e de ex-secretários no esquema de corrupção que desviou milhões de reais na saúde.

Nesta desta quinta-feira, Edilene foi conduzida à sede da Polícia Federal, na Zona Centro-Oeste da capital, onde o ex-governador já estava detido. Segundo informações da Polícia Federal, as movimentações financeiras das empresas e Edilene são suspeitas.

Durante a terceira fase da operação Maus Caminhos, chamada de Custo Político e realizada dia 21 de dezembro do ano passado, a Polícia Federal (PF) esteve em um salão de beleza de Edilene Oliveira, no bairro Vieiralves, Zona Centro-Sul de Manaus.

O ex governador, José Melo, foi preso no dia (21/12) em um sítio de sua propriedade localizado em Rio Preto da Eva, Região Metropolitana de Manaus. Na ocasião a Polícia Federal apreendeu cerca de R$ 90 mil em espécie.

A defesa deverá solicitar o Habeas Corpus no Tribunal Regional Federal (TRF) da 1 Região em Brasília.

Ex-primeira-dama do Amazonas tem prisão preventiva decretada- Imagem: Divulgação
Ex-primeira-dama do Amazonas tem prisão preventiva decretada- Imagem: Divulgação

 

 

 

Comentários