Ex-secretário Gilberto Alves dispara denuncias graves contra o Governo do Amazonas

22

A sexta-feira (30/10) foi marcada por denuncias graves pelo ex-secretário do Estado Gilberto Alves de Deus, durante entrevista coletiva concedida no escritório dele, na GAD Engenharia, na rua Belo Horizonte.  O ex-secretário disparou denuncias e confirmou as suspeitas de que a pasta teria muitos problemas.

Foto: Valmir Lima
Foto: Valmir Lima

Gilberto acusou o Governador José Melo de ter mudado, desde a época de Amazonino, quando Melo era da Secretaria Estadual de Educação (Seduc). Insatisfeito, depois do que considerou humilhação, a passagem da Secretaria de Estado de Infraestrutura Seinfra para Américo Gorayeb, o ex secretario fez inúmeras denuncias.

Leia mais : Governador José Melo anunciou  Américo Gorayeb para Seinfra

Loading...

Monotrilho

Foram pagos R$26 milhões pela obra do monotrilho, à empresa CR Almeida, sem nada ter sido feito.

Obras Defeituosas

Laghi Engenharia (mantém contrato há mais de 10 anos com o governo) e a Egus Consult Engenharia receberam por projetos executivos que nunca fizeram e resultaram em obras defeituosas. As duas empresas são responsáveis por 50% das obras do Estado e “montam projetos” ( projetos montados, são feitos sem levantamentos de dados, sondagem, topografia, segundo o ex secretario). Assim somam irregularidades na elaboração, pois se começam errados os orçamentos também terão erro.

Corredor da Avenida Timbiras

Um contrato da Seinfra com a Laghi Engenharia Ltda, para gerenciamento e supervisão de projeto executivo para implantação do corredor exclusivo de ônibus da Avenida Timbiras, ou Avenida das Flores,a principio no valor de R$15,2 milhões, teve aumento de R$1,3 milhão. O  Tribunal de Contas do Estado (TCE) identificou dano de R$6.894.082,17, por superfaturamento de pagamentos de serviços em duplicidade.

Resposta do Governo

Em nota do gabinete, o governador afirma que o ex-secretário foi omisso pois sabia e não denunciou nada.

Justiça

O procurador-geral de justiça Fábio Monteiro, disse que reunirá com promotores da área de fiscalização da administração publica e tocar procedimentos novos os em relação a Seinfra.

Comentários

comentários