Família divulga prints das mensagens trocadas pela Tatiane Spitzner (morta) com sua melhor amiga

29989

A defesa de Lu√≠s Felipe Manvalier, suspeito de matar a mulher Tatiane Spitzner em Guarapuava, na regi√£o central do Paran√°, afirmou que as conversas dela com uma amiga no celular est√£o ‚Äúfora de contexto‚ÄĚ. Tatiane foi encontrada morta depois de cair do 4¬ļ andar do pr√©dio onde morava.

A queda foi na madrugada do dia 22 de julho, no Centro. O marido est√° preso e foi indiciado por feminic√≠dio. Ele nega ter jogado Tatiane da sacada. O casal estava junto havia cinco anos e era ‚Äúfeliz‚ÄĚ, de acordo com a defesa dele.

Luis Felipe e Tatiane estavam juntos havia cinco anos (Foto: Reprodução/Facebook)
Luis Felipe e Tatiane estavam juntos havia cinco anos (Foto: Reprodução/Facebook)

A defesa da fam√≠lia da advogada anexou, na ter√ßa-feira (31), conversas por WhatsApp de Tatiane com uma amiga falando sobre a rela√ß√£o com o marido. Nas mensagens, entre mar√ßo e junho deste ano, ela relata sentir ‚Äúmedo‚ÄĚ e diz que Manvailer tem ‚Äú√≥dio mortal‚ÄĚ por ela.

Os trechos, de acordo com a defesa da família, fazem parte do pedido de manutenção da prisão preventiva do marido.

‚Äú(‚Ķ) a hip√≥tese de sua liberdade durante as investiga√ß√Ķes ou a colheita judicial da prova gera temor em familiares de Tatiane possivelmente em testemunhas do caso, restando evidenciada a necessidade de manuten√ß√£o da sua pris√£o‚ÄĚ, diz trecho do pedido.

Veja trechos e prints das conversas
Tatiane: Nem conversamos estamos

Tatiane: Sim
Tatiane: Que situação
Tatiane: E hj estou aberta
Tatiane: Só tomando pancada
Amiga: Manda esse cara ir embora amiga
Tatiane: N consigo bloquear
Tatiane: Estou com medo amiga
Tatiane: Estou acabada, amiga, tive uma conversa feia com o Luis Felipe ontem, só me falta coragem pra encarar um divórcio
Tatiane: Grosseiro, est√ļpido, falou que tem √≥dio mortal de mim, que n√£o sabe quando vai passar essa raiva, q n√£o quer nem falar comigo
Tatiane: Só me critica, qualquer coisa que eu abra a boca ele é contra
Tatiane: Me corta
Tatiane: Tá péssimo
Tatiane: Sabe quando vc vê que a pessoa te odeia

Nas mensagens, entre março e junho deste ano, ela relata “medo (Foto: Reprodução)
Os trechos, segundo a defesa da família, fazem parte do pedido de manutenção da prisão preventiva do marido (Foto: Reprodução)
A defesa da família da advogada anexou nesta terça-feira conversas por WhatsApp de Tatiane com uma amiga (Foto: Reprodução)

Em nota, a defesa de Luis Felipe disse que ‚Äúj√° impugnou os referidos materiais via peti√ß√£o por entender que essas n√£o t√™m valor legal‚ÄĚ.

Tamb√©m informou que os prints apresentados s√≥ ter√£o valor jur√≠dico se o ‚Äúcelular de onde supostamente as mensagens foram extra√≠das passar por uma per√≠cia‚ÄĚ. Para a defesa, ‚Äúsem tal procedimento, as mensagens n√£o passam de informa√ß√Ķes fora de contexto e sem valor legal‚ÄĚ.

Por fim, a defesa se reservou ao direito de n√£o comentar ‚Äúas declara√ß√Ķes dadas pela autoridade policial de Guarapuava, uma vez que n√£o teve acesso nem √†s declara√ß√Ķes na √≠ntegra tampouco ao relat√≥rio do Inqu√©rito Policial‚ÄĚ.

Indiciamento

De acordo com o delegado Bruno Miranda Maciozeki, o indiciamento foi por homicídio qualificado, motivo torpe, uso de meio cruel que impossibilitou a defesa da vítima e condição do sexo feminino.

‚Äú[Ele] retirou o corpo do local e apagou as manchas e marcas de sangue existentes no hall do edif√≠cio com evidente intuito de induzir ao erro os peritos e o juiz‚ÄĚ, afirma o delegado.

O marido nega as acusa√ß√Ķes. Ele foi preso no mesmo dia da morte da mulher ap√≥s sofrer um acidente na BR-277, em S√£o Miguel do Igua√ßu, a 340 quil√īmetros de Guarapuava.

Agora, o Minist√©rio P√ļblico do Paran√° (MP-PR) vai analisar se oferece den√ļncia √† Justi√ßa.

Segundo o delegado, Manvailer também foi indiciado pelo furto do carro da vítima por ter utilizado para viajar sentido fronteira com o Paraguai.

‚ÄėAgress√Ķes brutais‚Äô
Maciozeki contou que imagens do circuito interno de monitoramento do pr√©dio ‚Äď que n√£o foram divulgadas ‚Äď mostram ‚Äúagress√Ķes brutais, cru√©is contra a v√≠tima‚ÄĚ na garagem antes da queda.

Segundo ele, havia marcas ‚Äúevidentes‚ÄĚ no pesco√ßo da v√≠tima que s√£o indicativo de esganadura. O laudo de necropsia ainda n√£o foi conclu√≠do pelo Instituto M√©dico-Legal (IML).

O delegado tamb√©m explicou que consta na conclus√£o do inqu√©rito que h√° dilig√™ncias pendentes, como an√°lises nos telefones celulares do casal e laudo de necropsia. ‚ÄúImportante asseverar que o MP est√° ciente desta dificuldade e maior tempo para o IML‚ÄĚ, afirmou.

Outro laudo que ainda n√£o foi conclu√≠do √© o da din√Ęmica da queda, realizado na sexta-feira (27).

Fonte : G1

Coment√°rios