Festejos de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas

1541

Hoje, dia 13 de dezembro tem a prociss√£o √† Santa Luzia em fun√ß√£o dos FESTEJOS DE SANTA LUZIA no bairro Presidente Vargas ( Matinha).¬† As missas ocorrem √†s 06:30 h; 10:00; 11:00 Missa dos Batizados e 12:00- Santa Missa ‚Äď Almo√ßo comunit√°rio no valor 08 reais!

Santa Luzia
Santa Luzia

Depois ter√° outra missa √†s 15:30 e para encerrar o dia,¬† ter√° a Missa Solene, seguida de Prociss√£o ‚Äď 17 h. A organiza√ß√£o e coordena√ß√£o est√° por conta do¬†Pe. Ivan Costa de Souza. S√£o aguardados 10 mil fi√©is de todas as zonas da cidade.

Santa Luzia (ou Santa L√ļcia), cujo nome deriva do latim, √© muito amada e invocada como a protetora dos olhos, janela da alma, canal de luz.

Conta-se que Luzia pertencia a uma rica fam√≠lia de Siracusa. Sua m√£e, Eut√≠quia, ao ficar vi√ļva, prometeu dar a filha como esposa a um jovem da Corte local. Mas a mo√ßa havia feito voto de virgindade eterna e pediu que o matrim√īnio fosse adiado. Isso aconteceu porque uma terr√≠vel doen√ßa acometeu sua m√£e. Luzia, ent√£o, conseguiu convencer Eut√≠quia a segui-la em peregrina√ß√£o at√© o t√ļmulo de santa √Āgueda ou √Āgata. A mulher voltou curada da viagem e permitiu que a filha mantivesse sua castidade. Al√©m disso, tamb√©m consentiu que dividisse seu dote milion√°rio com os pobres, como era seu desejo.

Entretanto quem n√£o se conformou foi o ex-noivo. Cancelado o casamento, foi denunciar Luzia como crist√£ ao governador romano. Era o per√≠odo da persegui√ß√£o religiosa imposta pelo cruel imperador Diocleciano; assim, a jovem foi levada a julgamento. Como dava extrema import√Ęncia √† virgindade, o governante mandou que a carregassem √† for√ßa a um prost√≠bulo, para servir √† prostitui√ß√£o. Conta a tradi√ß√£o que, embora Luzia n√£o movesse um dedo, nem dez homens juntos conseguiram levant√°-la do ch√£o. Foi, ent√£o, condenada a morrer ali mesmo. Os carrascos jogaram sobre seu corpo resina e azeite ferventes, mas ela continuava viva. Somente um golpe de espada em sua garganta conseguiu tirar-lhe a vida. Era o ano 304.

Para proteger as relíquias de santa Luzia dos invasores árabes muçulmanos, em 1039, um general bizantino as enviou para Constantinopla, atual território da Turquia. Elas voltaram ao Ocidente por obra de um rico veneziano, seu devoto, que pagou aos soldados da cruzada de 1204 para trazerem sua urna funerária. Santa Luzia é celebrada no dia 13 de dezembro e seu corpo está guardado na Catedral de Veneza, embora algumas pequenas relíquias tenham seguido para a igreja de Siracusa, que a venera no mês de maio também.

Festejos de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas
Festejos de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas

Somente em 1894 o mart√≠rio da jovem Luzia, tamb√©m chamada L√ļcia, foi devidamente confirmado, quando se descobriu uma inscri√ß√£o escrita em grego antigo sobre o seu sepulcro, em Siracusa, Ilha da Sic√≠lia. A inscri√ß√£o trazia o nome da m√°rtir e confirmava a tradi√ß√£o oral crist√£ sobre sua morte no in√≠cio do s√©culo IV.

Mas a devo√ß√£o √† santa, cujo pr√≥prio nome est√° ligado √† vis√£o (“Luzia” deriva de “luz”), j√° era exaltada desde o s√©culo V. Al√©m disso, o papa Greg√≥rio Magno, passado mais um s√©culo, a incluiu com todo respeito para ser citada no c√Ęnone da missa. Os milagres atribu√≠dos √† sua intercess√£o a transformaram numa das santas auxiliadoras da popula√ß√£o, que a invocam, principalmente, nas ora√ß√Ķes para obter cura nas doen√ßas dos olhos ou da cegueira.

Diz a antiga tradi√ß√£o oral que essa prote√ß√£o, pedida a santa Luzia, se deve ao fato de que ela teria arrancado os pr√≥prios olhos, entregando-os ao carrasco, preferindo isso a renegar a f√© em Cristo. A arte perpetuou seu ato extremo de fidelidade crist√£ atrav√©s da pintura e da literatura. Foi enaltecida pelo magn√≠fico escritor Dante Alighieri, na obra “A Divina Com√©dia”, que atribuiu a santa Luzia a fun√ß√£o da gra√ßa iluminadora. Assim, essa tradi√ß√£o se espalhou atrav√©s dos s√©culos, ganhando o mundo inteiro, permanecendo at√© hoje.

 

NOVENA EM HONRA A SANTA LUZIA

INVOCAÇÃO (para todos os dias da novena)

Espírito Santo, tu és a alma de minha alma!
Adoro-te humildemente.
Ilumina-me, dirigi-me, conduzi-me, fortalece-me, consola-me.
Revela-me teus desejos, tanto quanto corresponder aos planos do eterno Pai.
Fazei-me conhecer o que o amor eterno deseja de mim.
Fazei-me conhecer o que devo fazer.
Fazei-me conhecer o que eu devo sofrer.
Fazei-me conhecer o que eu devo, aceitar, em silêncio, modéstia e reflexão, carregar e suportar.
Sim, Espírito Santo, fazei-me conhecer tua vontade e a vontade do Pai, pois quero que toda a minha vida seja um contínuo e perene SIM aos desejos e à vontade do Eterno Pai..
Vinde, Esp√≠rito Santo e enchei os cora√ß√Ķes de vossos fi√©is e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Esp√≠rito e tudo ser√° criado e renovareis a face da terra.

OREMOS: √ď Deus que instru√≠stes os cora√ß√Ķes dos vossos fi√©is com a luz do Esp√≠rito Santo. Fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Esp√≠rito e gozemos sempre de sua consola√ß√£o por Cristo Nosso Senhor. Am√©m.

1¬ļ.Dia

√ď Santa Luzia, consagrada a Deus com o voto de castidade, enfrentava com fortaleza quem tentava violar este voto. N√£o aceitaste de forma alguma adorar falsos deuses e, por isso, fostes martirizada. Alcan√ßai-me de Deus a firmeza em meus bons prop√≥sitos. Protegei-me contra todo mal dos olhos. Fazei que eu use da minha vista, somente para olhar o mundo e as pessoas com caridade e otimismo.
Pela vossa poderosa intercess√£o, alcan√ßai-me a for√ßa de superar qualquer contrariedade, principalmente, a que estou passando agora, mantendo viva minha f√© em Jesus Cristo, nosso √ļnico Senhor. Ele que vive e reina com o Pai e o Esp√≠rito Santo, por todos os s√©culos e s√©culos. Am√©m.

2¬ļ.Dia

√ď Santa Luzia, fazei com que guardemos, at√© o √ļltimo instante de nossa vida, o tesouro admir√°vel da f√©, que nos faz caminhar como se v√≠ssemos o invis√≠vel, o Deus Todo-Poderoso, que abate os poderosos e exalta os humildes. Que Ele, na sua infinita bondade, ilumine nossos passos com sua luz e nos d√™ o discernimento necess√°rio para lermos os sinais dos tempos e percebermos a a√ß√£o divina em nossas vidas e na hist√≥ria humana. V√≥s que vos deixastes conduzir pelo Esp√≠rito Santo de Deus, dai-nos a gra√ßa de confiar a Ele nossa vida, com seus anseios e necessidades. Am√©m.

3¬ļ.Dia

√ď Santa Luzia, flor da Igreja primitiva que em vida floristes aqueles que te conheceram com o teu lindo olhar e tua beleza singular. Mesmo atingida nos olhos n√£o duvidastes do poder do sangue de Cristo e da prote√ß√£o de Maria Sant√≠ssima.
Ajudai-me a n√£o duvidar da prote√ß√£o divina e atendei as minhas s√ļplicas.
√ď minha querida protetora dos olhos, obrigado por ter ouvido esta minha s√ļplica e defendei-me da cegueira f√≠sica e espiritual. Assim como os m√°rtires da Igreja souberam testemunhar a sua f√© e o seu compromisso de crist√£os com a pr√≥pria vida. Que eu tamb√©m tenha a coragem de sempre ter os olhos abertos para a verdade, justi√ßa, humildade e o amor pelo Cristo vivo e ressuscitado no meio de n√≥s. Por Nosso Senhor Jesus Cristo na Unidade do Esp√≠rito Santo. Am√©m.

4¬ļ.Dia

√ď Gloriosa Santa Luzia, posso ver as maravilhas da natureza e tudo que me cerca. Conceda-me, sobretudo √≥ Deus, pelos merecimentos de minha protetora, a gra√ßa da boa vis√£o.
Agradeço o dom de enxergar, com o coração, a Vossa presença nos meus irmãos e nos acontecimentos.
Que eu saiba tudo observar e convosco partilhar em oração. Que eu tenha discernimento, para saber quando calar e quando agir. Amém.

5¬ļ.Dia

√ď Santa Luzia, gl√≥ria de Siracusa, honra da Igreja Cat√≥lica, v√≥s que assististes complacente o come√ßo de nossa par√≥quia e velais carinhosa por seu futuro, deixai cair sobre este povo um raio bendito do esplendor que cinge vossa fronte de virgem e m√°rtir.
V√≥s, que sois ‚ÄúCaminho de Luz‚ÄĚ, com t√£o significativamente, vosso nome no-lo dia, aclarai os olhos daqueles que erram longe da estrada da salva√ß√£o, reconduze √† luz os que se encontram nas trevas da ignor√Ęncia e do pecado e nas sombras da desilus√£o.
Lan√ßai propicia e clemente sobre n√≥s o manto sagrado de vossa prote√ß√£o, consolai os aflitos, favorecei os necessitados e sede atenta √†s nossas s√ļplicas.
√ď poderosa advogada nossa junto ao trono de Deus, protegei nosso Arcebispo e nossos sacerdotes, inspirai os que nos governam e presidi os destinos desta Par√≥quia que √© vossa. Am√©m.

6¬ļ.Dia

√ď Deus, cheio de ternura e miseric√≥rdia, que o exemplo de Santa Luzia nos ajude a formar uma grande fam√≠lia, unida em uma s√≥ f√© e em um s√≥ sentimento.
Que possamos buscar for√ßas e coragem ma mesa da eucaristia, em que somos ‚Äúvistos‚ÄĚ e acolhidos como irm√£os em Cristo e curados das nossas cegueiras espirituais.

Que os nossos olhos se abram √† fraternidade, √† justi√ßa e √† verdade. Que o mesmo Deus que agiu com os outros santos e santas possa tamb√©m agir em nossos cora√ß√Ķes que buscam a retid√£o de vida. Am√©m.

7¬ļ.Dia

√ď Santa Luzia, que preferistes que os vossos olhos fossem vazados e arrancados antes de renegar a sua f√© e conspurcar vossa alma; e Deus com um milagre extraordin√°rio, vos devolveu dois olhos perfeitos para recompensar vossa virtude e vossa f√©, e vos constituiu protetora contra as doen√ßas dos olhos. Eu recorro a v√≥s para que protejais, a minha vista e cureis a doen√ßa de meus olhos. √í Santa Luzia conservai a luz dos meus olhos para que possa ver as belezas da cria√ß√£o o brilho do sol, o colorido das florestas e o sorriso das crian√ßas. Conservai tamb√©m os olhos de minha alma e da f√©, pela qual eu possa compreender seus ensinamentos, reconhecer o seu amor para comigo que me conduzir√° onde v√≥s Santa Luzia, vos encontrais, em companhia dos anjos e santos. Santa Luzia, protegei meus olhos e conservai minha f√©. Am√©m.

8¬ļ.Dia

√ď virgem e m√°rtir Santa Luzia, v√≥s soubestes, apreciar com celestial inspira√ß√£o o valor da nossa alma e desprezando todos os bens da terra, aguardastes assim para a vida eterna, inspirai-nos o desprezo dos bens caducos da terra para que amando a Deus sobre todas as coisas, possamos ter garantido a eternidade e a nossa felicidade.
√ď Santa Luzia, n√£o foi somente o amor de Deus que foi para v√≥s o maior meio de santifica√ß√£o, mas tamb√©m o amor ao pr√≥ximo que v√≥s tanto amastes por amor a Deus. Am√©m

9¬ļ.Dia

√ď Santa Luzia, v√≥s que sois o s√≠mbolo da luz interior, fazei com que jamais percamos a luz, mais preciosa de nossa vida que √© a f√© em Jesus Cristo, luz que ilumina o mundo. V√≥s, que sempre caminhastes na luz de Deus, afugentai de n√≥s a cegueira do orgulho, do √≥dio, da vingan√ßa, da falta de respeito, da falta de perd√£o e de compaix√£o, e de tudo o que nos impede de ver no outro a imagem e semelhan√ßa de Deus. Que o nosso olhar seja luminoso, sereno, vibrante de entusiasmo, cheio de ver o lado bonito das coisas e das pessoas.
Amém

Prece a Santa Luzia

√ď Gloriosa Santa Luzia, aqui estamos, prostrados aos vossos p√©s, confiantes no vosso poder.
Vimos depositar em vosso coração cheio de amor, os nossos pedidos (faz-se o pedido no silêncio do seu coração).
√ď querida Santa Luzia, al√≠vio dos que vos invocam, esperan√ßa dos que gemem consolo dos atribulados, protetora da nossa vista, alcan√ßai-nos de Deus o perd√£o de todas as nossas faltas, a perseveran√ßa no bem, uma morte feliz, confortados pelos Santos Sacramentos.

√ď Virgem e M√°rtir Santa Luzia, aben√ßoai nossas fam√≠lias, de um modo especial, o Santo Padre, o Papa, o nosso Arcebispo, o nosso P√°roco (Pe), dando-lhes muita paci√™ncia e resigna√ß√£o nas tribula√ß√Ķes da vida. Fazei √≤ gloriosa Santa Luzia, que no nosso sofrimento e nas dificuldades, mesmo materiais, em que nos encontramos, n√£o percamos a nossa f√©, nem abandonemos os nossos deveres religiosos.

√ď Virgem Santa Luzia, convertei e salvai, sobretudo, aqueles que vivem no pecado, de modo que procurem imitar a vossa santa pureza. Tende compaix√£o do mundo que se debate em mil ang√ļstias, do Brasil, que tanto vos ama e honra, do Amazonas, que em v√≥s confia e espera.

√ď Virgem e M√°rtir Santa Luzia, v√≥s que traduzistes atrav√©s do vosso mart√≠rio, os sofrimentos de Cristo, aben√ßoai a Santa Igreja Cat√≥lica, dai-nos tranq√ľilidade e fa√ßa que sejamos instrumentos de paz, de amor, perd√£o, de f√©, de uni√£o, de verdade, de esperan√ßa, de alegria, de humildade, de mansid√£o, de igualdade dos filhos de Deus e da fraternidade universal, para que um dia possamos todos, convosco l√° no c√©u, cantar as maravilhas de Deus.

Ladainha de Santa Luzia

Letra: Autor desconhecido/Alterada
M√ļsica: Frei Fulg√™ncio Monacelli

I
Vós fostes martirizada
Convosco est√° o Senhor
Virgem a Deus consagrada,
Mártir da fé e do amor!
SANTA LUZIA, ROGAI POR N√ďS!
NOSSA PADROEIRA ROGAI POR N√ďS! (BIS).

II
Flor linda, moça inocente,
Já transplantada nos céus,
Agora sois pertencente
À Glória eterna de Deus!

III
Que a vossa fé nos assista
Em nossa vida mortal,
Guardando a nossa vista, Livrando a todos do mal!

IV
Vós fostes sacrificada,
√ď virgem, pura qual flor,
Numa fogueira queimada,destes voss’alma ao Senhor!

V
Por vossos dotes celestes,
Com alegria sem par,
Só uma prece fizestes,
Pra genitora curar!

VI
Louvam-vos todos os Santos,
A Santa Igreja também,
Vos louvam todos com cantos
E os anjos dizem: Amém

VII
√ď Virgem, Santa Luzia,
Vós que reinais lá nos céus,
Abençoai noite e dia
A nós e ao povo de Deus!

Hino de Santa Luzia

Bendita Luzia, no céu onde estás! (bis)
P√Ķe os vossos olhos nos tristes mortais (bis).
Com a idade de doze anos, milagres ela fazia (bis). Dava vista aos cegos que andavam com guia. (bis).
Seus olhos eram lindos que no mundo n√£o havia (bis). Pois tiraram os olhos de Santa Luzia. (bis).

Fotos da Procissão em Homenagem à Santa Luzia no bairro Presidente Vargas

Prociss√£o de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas (Matinha)
Prociss√£o de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas (Matinha)
Prociss√£o de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas (Matinha)
Prociss√£o de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas (Matinha)
Prociss√£o de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas (Matinha)
Prociss√£o de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas (Matinha)
Prociss√£o de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas (Matinha)
Prociss√£o de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas (Matinha)
Prociss√£o de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas (Matinha)
Prociss√£o de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas (Matinha)
Prociss√£o de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas (Matinha)
Prociss√£o de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas (Matinha)
Prociss√£o de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas (Matinha)
Prociss√£o de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas (Matinha)
Prociss√£o de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas (Matinha)
Prociss√£o de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas (Matinha)
Prociss√£o de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas (Matinha)
Prociss√£o de Santa Luzia no bairro Presidente Vargas (Matinha)

Coment√°rios