Fundação Alfredo da Matta realiza 476 exames para diagnóstico de hanseníase no Careiro

Ação do Departamento de Controle de Doenças e Epidemiologia da Fundação Alfredo da Matta (Fuam), no município do Careiro, realizou 96 consultas dermatológicas e 476 exames para diagnóstico de hanseníase. O trabalho iniciou no dia 25 de março e foi concluído na última sexta-feira (29/03).

Segundo o secretário estadual de Saúde, Rodrigo Tobias, o mutirão visa o fortalecimento da atenção básica com foco na prevenção de doenças no interior. “Nossa meta é fortalecer esse vínculo com os municípios, porque é na atenção básica que fazemos a prevenção das doenças, e a Fundação Alfredo da Matta tem um forte papel nessa missão”, disse.

O diretor-presidente da Fuam, Ronaldo Derzy Amazonas, destaca que o mutirão está inserido no calendário anual da fundação. “É uma ação de extensão de dermatologia sanitária e controle da hanseníase para todos os municípios. Estamos iniciando pela Região Metropolitana, mas, ao longo do ano, vai se estender aos 61 municípios do interior”.

De acordo com o diretor, a ação também é votada para capacitação das equipes locais. “É uma equipe multiprofissional capacitada para atuar nessas ações e há um foco importante também que é treinar e capacitar equipes locais para que deem continuidade no trabalho preventivo”.

O mutirão teve como principal foco os escolares. Durante cinco dias, técnicos da Fuam e do município realizaram em cinco escolas da cidade consultas e exames para diagnosticar a doença. Também foram feitas ações em comunidades rurais da região e uma reestruturação no atendimento do programa local de combate à hanseníase. Durante o mutirão foram detectados cinco casos novos de hanseníase e dois de câncer de pele.

Segundo o chefe do Departamento de Controle de Doenças e Epidemiologia da Fuam, enfermeiro José Yranir do Nascimento, os casos de hanseníases identificados no município em 2019 estão acima da média. Por isso, a região merece atenção especial, principalmente com ações do poder público local no reforço do programa municipal de combate à doença.

“Realizamos nesses dias consultas médicas, de enfermagem, exames, visitas em domicílio, e vamos apoiar os profissionais locais na reestrutura o programa de combate à hanseníase, que precisa melhorar. Contamos com o apoio da prefeitura local para isso e esperamos que continue atuando nesse trabalho após nossa ação nesta semana”, declarou Iranir.

Casos – Em janeiro deste ano, durante as ações em alusão ao “Janeiro Roxo” no município, 11 pessoas tiveram diagnóstico positivo para hanseníase. Com a ação desta semana, sobre para 16 o número de casos na cidade em 2019.

De acordo com dados da FUAM, foram detectados no Amazonas, de janeiro a fevereiro, 46 casos de hanseníase. A incidência maior foi em homens, com 30 casos.

Em 2018, segundo dados da Fuam, foram detectados no Amazonas 411 casos novos de hanseníase. Desse total, 114 (27,7%) eram residentes de Manaus e 297 (72,3%) residentes em outros 56 municípios.

A quantidade de casos registrados ano passado foi menor que em 2017, quando foram diagnosticados 459 casos – 48 a mais que em 2018. A Fuam realiza a supervisão e monitoramento de ações de combate à hanseníase nos 62 municípios do Estado.

Em 2018, os municípios que apresentaram o maior número de casos de hanseníase foram Manaus com 114 casos novos, Parintins com 17, Itacoatiara 15, Humaitá 12, Novo Aripuanã 12, Apuí 12, Presidente Figueiredo 11, Eirunepé 11, Boca do Acre 11 e Tapauá 11.

Resumos das atividades no Careiro – 74 consultas médicas com dermatologista; 26 consultas de enfermagem; 43 triagens em Unidade Básica de Saúde; 13 avaliações de prevenção de incapacidades em portadores de hanseníase; 6 visitas domiciliares; 28 exames em comunicantes intradomiciliares; 446 exames em escolares; 5 casos novos de hanseníase; 2 casos de câncer de pele; e 14 encaminhamentos para Manaus para tratamento especializado.

Fundação Alfredo da Matta realiza 476 exames para diagnóstico de hanseníase no Careiro / Foto : Divulgação
Fundação Alfredo da Matta realiza 476 exames para diagnóstico de hanseníase no Careiro / Foto : Divulgação

Comentários

Receba nossas atualizações em seu e-mail: