Home Notícias Amazonas Fundação Hospital do Coração Francisca Mendes fará três cirurgias cardíacas por dia a partir da janeiro

Fundação Hospital do Coração Francisca Mendes fará três cirurgias cardíacas por dia a partir da janeiro

4 min - tempo de leitura
73

Na manhã desta sexta-feira (20), onze deputados estaduais participaram, ao lado do governador do Amazonas, Wilson Lima, de coletiva de imprensa na sede do governo para falar sobre a situação do hospital Francisca Mendes.

“A unidade está passando por reformulação e ampliaremos a oferta de serviços”, disse o governador que assegurou que o Hospital Francisca Mendes está em ritmo normal de operação e que somente nesta semana foram realizadas mais de cinco cirurgias cardíacas e mais de 30 procedimentos cardíacos.

“Assumimos a gestão compartilhada da unidade no início de dezembro e desde então adquirimos equipamentos, vamos ampliar o número de leitos, a compra de material e com isso regularizamos os procedimentos feitos na unidade”, disse Wilson Lima.

Na ocasião foi dito que a partir de janeiro serão feitas três cirurgias cardíacas por dia, duas adultas e uma pediátrica no hospital.

Mudanças no Francisca Mendes – O governador ressaltou também que em janeiro de 2019 iniciou, em conjunto com os Ministérios Públicos do Estado e Federal e com o Tribunal de Contas do Estado (TCE), a discussão da gestão do Francisca Mendes.

“No início do ano a Justiça determinou que o Estado destratasse com a Unisol (fundação que administra o hospital). E aí nós começamos a discutir com os órgãos de controle qual modelo que nós iriamos implantar no Hospital Francisca Mendes. Durante os últimos seis meses começamos a montar essa estratégia e no final de novembro decidimos, junto com os órgãos de controle, prorrogar o contrato da Unisol por mais seis meses, com um período de transição. Então, desde o dia 4 de dezembro há uma gestão compartilhada no Francisca Mendes, com a intervenção da Susam”.

Wilson Lima ressaltou que todas as medidas tomadas até agora tem permitido que o hospital realize os atendimentos e que o Estado mantenha a taxa de mortalidade abaixo da média nacional, que é de 21% e, no Amazonas, de 12%.

“Temos trabalhado muito para diminuir os números negativos da saúde. Havia 90% de desabastecimento quando assumimos o governo. Hoje temos mais de 50% de abastecimento na central de medicamentos. No interior as cirurgias voltaram a ser realizadas. Tem interior onde não eram realizados partos porque as salas cirúrgicas não apresentavam condições para isso. Nós investimos e diminuímos as filas de espera para realização de cirurgias e exames. Estamos reformulando toda a estrutura da saúde no Estado do Amazonas, principalmente a contratação de pessoal. Só para terem uma ideia, em 2019, pagamos 12 competências de salários para os médicos das empresas terceirizadas, o que não tenho conhecimento de ter acontecido em outros governos”, frisou.

Fundação Hospital do Coração Francisca Mendes fará três cirurgias cardíacas por dia a partir da janeiro

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Amazonas

Deixe uma resposta

Leia Também

De onde surgem os grafismos indígenas?

Sobre grafismo indígena* Além de cada etnia ter sua relação única com a pintura corporal, …