Governador deixa Secretário de Educação se desgastar perante professores para depois posar de “herói”

73

Bem como fez com a Polícia Militar do Amazonas, o governador Amazonino Mendes cria o problema, para depois posar como “salvador”. Essa foi a leitura feita pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALEAM), o deputado David Almeida (PSB).

Mais do mesmo. Usando a música da banda Legião Urbana como exemplo, o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), deputado David Almeida (PSB), afirmou, nesta quarta-feira (4), que o governador Amazonino Mendes está deixando o secretário de Educação, Lourenço Braga, se desgastar na negociação do reajuste salarial dos professores, para depois aparecer como conciliador. Segundo o parlamentar, a história está se repetindo, já que aconteceu o mesmo com a reivindicação da Polícia Militar.

Governador Amazonino Mendes / Divulgação
Governador Amazonino Mendes / Divulgação

A declaração de David foi dada um dia após o titular da Seduc ter faltado à sessão especial, realizada na Aleam, para que o governo do Estado explicasse com transparência as suas propostas de reposição salarial aos professores da rede estadual, que estão em greve há 20 dias. Na ocasião, mais de 1.400 profissionais do magistério estiveram na Assembleia para negociarem com o Executivo.

“Infelizmente o secretário decidiu não entrar no plenário, tendo toda a sua equipe aqui. Um fato lamentável. Vejo se repetir agora exatamente o que aconteceu há algumas semanas atrás, quando nós tivemos reunião com a categoria da segurança pública e o governo não mandou representante, aliás, mandou uma pessoa da Sead”, lembrou David.

O presidente da Aleam observou que o governador deixou o secretário de Segurança se desgastar ao máximo, para expô-lo ao ridículo e depois aparecer para resolver, como o salvador. “Ele (Amazonino) ridicularizou o secretário de Segurança colocando sobre ele a pecha de ser um péssimo negociador. Tenho medo de ele fazer o mesmo com o secretário de Educação, que é um homem integro. No ápice do desgaste ele vai chamar a categoria para dizer que ele vai resolver. Esse modus operandi já é conhecido”, salientou.

Convocação

Por conta do não comparecimento de Lourenço Braga, na terça-feira (3), dez parlamentares assinaram uma nova convocação encaminhada pela Mesa Diretora do Poder, para esta quinta-feira (5), às 10h30. “Se ele não comparecer na data de amanhã (quinta-feira), a Assembleia terá que acionar a sua procuradoria, para entrar com uma representação contra o secretário, de acordo com os artigos 59 e 60 da Constituição Estadual”, explicou.

O presidente da Assembleia Legislativa observou que há dificuldades com relação à dotação orçamentária, mas, avaliou que hoje o governo tem capacidade de reformular a proposta para a categoria dos docentes, a fim de por um fim à greve. “Nós queremos as aulas voltando e a educação funcionando. Queremos a resolução do problema”, concluiu.

Deputado David Almeida (PSB) / Foto : Divulgação
Deputado David Almeida (PSB) / Foto : Divulgação

Comentários