Home Notícias Política Governo garante que medida que fixa teto de gastos não afetará data-base de 2019 dos trabalhadores da Saúde

Governo garante que medida que fixa teto de gastos não afetará data-base de 2019 dos trabalhadores da Saúde

3 min - tempo de leitura
32

O Projeto de Lei do Governo que fixa teto de gastos para adequar despesa e receita nas contas estaduais não terá impacto sobre a data-base de 2019 dos trabalhadores da Saúde, concedida em maio, e já incorporada aos salários dos servidores. A reposição de 5% começou a ser pago em folha suplementar no último dia 5 de julho, retroativo a maio e junho. Além da data-base, foi concedido aumento no auxílio-alimentação, que saiu de R$ 430 para R$ 450.

O aumento beneficiou aproximadamente 23 mil servidores da Secretaria de Estado de Saúde (Susam). O secretário de Saúde Rodrigo Tobias destaca que todos os servidores ativos e inativos foram alcançados com o reajuste concedido em maio desde ano. O reajuste tem um impacto de R$ 4 milhões/mês e 51 milhões ano, se considerado o 13º salário, na folha de pagamento da Susam.

De acordo com o secretário estadual de Fazenda, Alex Del Giglio, o Projeto de Lei Complementar aprovado na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), que fixa o teto de gastos, não congela salários de servidores, muito menos atinge datas-bases já concedidas pelo Governo em 2019.

“Não há um congelamento. Estamos vinculando as datas-bases à recuperação fiscal do Estado, até por uma exigência da Lei de Responsabilidade Fiscal, do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Ou seja, quando o Estado estiver recuperado fiscalmente, pelo menos abaixo do limite máximo, que são 49%, as categorias obviamente vão receber as datas-bases retroativas e inclusive, as vindouras. É uma medida de ajuste pontual. Não há extinção de datas-bases”, afirmou o secretário de Fazenda.

O projeto aprovado faz parte de um pacote de medidas submetidas pelo Governo do Amazonas ALE-AM, que se soma a outras em andamento no Governo Estadual, para equilibrar as contas públicas, herdadas pela atual gestão, em janeiro, com dívidas e déficit orçamentário de mais de R$ 3 bilhões e com gastos com pessoal na ordem de 49% da Receita Corrente Líquida, já acima do limite prudencial da LRF.

Governo garante que medida que fixa teto de gastos não afetará data-base de 2019
Governo garante que medida que fixa teto de gastos não afetará data-base de 2019

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Política

Deixe uma resposta

Leia Também

Ivo Neto tem uma da campanhas que mais cresce em Manaus!

O candidato a vereador pelo partido PATRIOTAS Ivo Neto, fez novamente uma grande mobilizaç…