Grupo Chibatão informatiza processos de importação

70

Com a implantação do Módulo Madeira no sistema SIGVIG em seu terminal portuário, o Porto Chibatão poderá diminuir o tempo de desembaraço de mercadorias destinadas ao Polo Industrial de Manaus – PIM e Comércio,a partir de agora os processos de importação das cargas serão feitas com mais agilidade graças a implantação e ao desenvolvimento do software para controle – o sistema já está rodando em fase de teste.

Grupo Chibatão informatiza processos de importação / Foto : Divulgação
Grupo Chibatão informatiza processos de importação / Foto : Divulgação

O Módulo Madeirado SIGVIG é controlado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA e destinado a monitorar as fiscalizações sobre embalagens e suportes de madeira, com intuito de diminuir a burocracia documental e otimizar as ações da fiscalização do Vigiagro/MAPA na região.

Entre as vantagens da utilização do novo módulo está a diminuição do tempo de liberação de mercadorias, uma vez que em alguns casos, o importador e o terminal portuário já conseguem saber com até 48 horas antes do navio atracar, quais contêineres serão inspecionados e quais já estarão liberados pelo MAPA.

De acordo com o Diretor Executivo Geral do Grupo Chibatão, Jhony Fidelis, o sistema funciona da seguinte forma: “Dependendo da sua origem e/ou destino, cada produto tem requisitos específicos para importação. O sistema fornece essas informações em tempo real aos interessados, que podem fazer o requerimento de fiscalização via internet. Os dados estatísticos armazenados são utilizados para o gerenciamento dos procedimentos de controle de trânsito internacional de produtos e insumos agropecuários”, explicou.

Conforme mencionado pelo Diretor Presidente do Grupo, Jean Bergson, “O novo procedimento altera o anterior, baseado na apresentação de requerimentos impressos, para a troca de informações eletrônicas em conjunto com os terminais alfandegados. Com a diminuição da burocracia documental, a fiscalização consegue processar um número maior de cargas”, completou.

O novo módulo SIGVIG já é utilizado em diversos recintos alfandegados no Brasil, sendo o Porto Chibatão o único da região Norte a trabalhar com o sistema em atendimento às unidades do Serviço de Vigilância Agropecuária do Amazonas.

Grupo Chibatão informatiza processos de importação / Foto : Divulgação
Grupo Chibatão informatiza processos de importação / Foto : Divulgação

Comentários