Grupo terrorista Estado Islâmico faz ameaças a Facebook e Twitter

7

Em novo vídeo divulgado pelo grupo terrorista Estado Islâmico, os fundadores do Twitter, Jack Dorsey, e do Facebook, Mark Zuckerberg, são os alvos de graves ameaças. O E.I prometem retaliação em resposta às ações das duas empresas para bloquear conteúdo terrorista nas redes sociais.
Na gravação de 25 minutos, as imagens dos dois executivos estão cravadas de balas. Os extremistas alegam ter controle sobre mais de 10.000 contas e 150 grupos no Facebook, além de 5.000 perfis no Twitter. Os terroristas prometem criar 10 contas novas para cada conta excluída e tirar do ar inteiramente as duas plataformas.

Facebook e Twitter declararam recentemente que estão trabalhando incessantemente para que simpatizantes do terror não usem seus sites e que conteúdos relacionados ao terror sejam excluídos da rede. Somente o Twitter divulgou ter suspendido 125 mil contas por “ameaça ou promoção de atos terroristas, principalmente relacionados ao Estado Islâmico”.

Na primeira semana de fevereiro, o Twitter anunciou que suspendeu 125.000 contas relacionadas ao terrorismo desde 2015. Um porta-voz do Twitter afirmou que a empresa não pretende se pronunciar, pois as ameaças são frequentes. O fundador do Twitter já havia sofrido ameaça desde março de 2015.

Imagem de Divulgação
Imagem de Divulgação
Loading...

 

Comentários

comentários

Curta nossa página do Facebook