História do Bairro: Cidade Nova

3832

Sendo hoje o mais populoso de Manaus, segundo o historiador Gaitano Antonaccio, o bairro Cidade Nova, em suas etapas I, II, III, IV e V, al√©m de outras √°reas em forma√ß√£o n√£o pode, estrat√©gica nem geograficamente, ser considerado como um bairro de Manaus. ‚ÄúPrimeiro porque o pr√≥prio nome j√° denunciava na cria√ß√£o, que o local estava predestinado a ser um novo munic√≠pio do Amazonas, considerando-se a grandeza da extens√£o das terras e a dist√Ęncia do centro de Manaus e de outros bairros perif√©ricos‚ÄĚ, afirma o escritor.

Conforme Antonaccio, o bairro Cidade Nova foi projetado na d√©cada de 1980, no governo do professor e intelectual Jos√© Bernardino Lindoso para oferecer 15 mil casas populares. Apenas 1.800 resid√™ncias foram conclu√≠das na primeira fase. ‚ÄúEssa primeira etapa, conhecida como Cidade Nova I, foi entregue no dia 23 de abril de 1981, data em que se comemora o anivers√°rio do bairro‚ÄĚ.

Antonaccio relata em seu livro que o come√ßo da Cidade Nova n√£o foi muito alegre, nem muito feliz. ‚ÄúO desmatamento da √°rea provocou o aparecimento de doen√ßas como mal√°ria, leishmaniose e muitas pessoas foram contaminadas, algumas chegando at√© a morrer. Al√©m disso, as casas foram constru√≠das no local depois de transformado num verdadeiro deserto, sem a m√≠nima vegeta√ß√£o ou a perman√™ncia de √°reas verdes,‚ÄĚ salienta ele.

Muitos moradores, entre os anos 1981, logo após a entrega das primeiras casas, até 1995, devolveram mais de 200 casas, com receio de contrair doenças infecciosas que atingiam o bairro.

As casas foram construídas pela Suhab (Superintendência de Habitação do Estado do Amazonas), antiga Sham (Sociedade de Habitação do Amazonas),  e eram transferidas aos proprietários mediante financiamento que chegava a 25 anos para quitação.

BAIRRO ATUALMENTE

√Č uma regi√£o localizada na Zona Norte de Manaus, limitando-se com os bairros de Santa Etelvina, Monte das Oliveiras, Col√īnia Terra Nova, Col√īnia Santo Ant√īnio, Flores, Parque Dez de Novembro, Aleixo, S√£o Jos√© Oper√°rio, Tancredo Neves e Jorge Teixeira.

Sendo √°rea de grande extens√£o, muitas invas√Ķes come√ßaram a surgir, al√©m de conjuntos habitacionais e novas comunidades, por exemplo: Renato Souza Pinto I e II, Francisca Mendes, Ribeiro J√ļnior, Mundo Novo, Oswaldo Frota I e II, Amazonino Mendes, Mutir√£o, Oswaldo Am√©rico, Am√©rico Medeiros, Canaranas, Vale do Sinai, Monte Sinai, Campo Dourado, Riacho Doce, Nossa Senhora do Perp√©tuo Socorro, Boas Novas, Galil√©ia, S√£o Jos√© da Barra I e II, Nova Cidade, entre outros.

Supermercado DB AV. Noel Nutels
Supermercado DB Av. Noel Nutels

Apesar da grandeza da √°rea, algumas ruas tornaram-se bastante conhecidas, como a avenida Noel Nutels, onde se localizam cinco ag√™ncias banc√°rias, inclusive da Caixa Econ√īmica Federal, supermercados, foro do Tribunal de Justi√ßa e um com√©rcio intenso; assim como a avenida dos Timbiras, Atroaris e outros logradouros.

O parque Suma√ļma, criado em 2003, com 50 hectares, pelo governador ent√£o Eduardo Braga, √© uma das poucas √°reas de Manaus a preservar v√°rias esp√©cies da fauna amaz√īnica. O nome do parque decorre da exist√™ncia de suma√ļma em seu per√≠metro, esp√©cie em extin√ß√£o na regi√£o. Esse parque √© mantido por agentes comunit√°rios do bairro e funcion√°rios do Ipaam (Instituto de Prote√ß√£o Ambiental do Amazonas).

Coment√°rios