História do Bairro: Colônia Terra Nova

1071

Em 1988, quando os moradores do bairro Novo Israel sofreram grande repressão e foram expulsos, por decisão da Justiça, as famílias que perderam suas casas passaram a ocupar o local onde viria ser o bairro Colônia Terra Nova, dando início a nova invasão comandada pela controvertida freira da Congregação do Preciosíssimo Sangue, irmã Helena Augusto Walcott, que era contumaz em incentivar invasões de terras na capital do Estado do Amazonas.

Colonia Terra Nova
Colônia Terra Nova

De acordo com o historiador Gaitano Antonaccio, muitos desses invasores eram oriundos do Ceará e de outros Estados brasileiros. “Além dos imigrantes, a ocupação também contava com moradores de bairros vizinhos, como os ocupantes do bairro Compensa, Novo Israel e outros que, sendo retirados pela força policial, corriam para novos locais”, afirma o historiador.
Antonaccio conta que a irmã Helena, agindo em nome do (PCdoB) Partido Comunista do Brasil e contando com apoio de alguns políticos, mesmo tomando conhecimento de que as terras tinham proprietários, entendia ser injusto do ponto de vista social. Mas foi o governador da época (1987-1992), Amazonino Armando Mendes, que solicitou aos proprietários que não usassem a força policial para expulsar os invasores. “Essa decisão do governador era compatível com o que vinha acontecendo nos casos anteriores e era tudo o que a irmã Helena pedia a Deus, ou seja, a desapropriação das terras”, relata o historiador.
Depois da desapropriação, ao lotear o bairro, o governo fez um acordo com os invasores, a fim de que não usassem as áreas onde seriam construídas algumas repartições públicas. Entre essas áreas, uma foi destinada à construção da igreja de Nossa Senhora do Rosário.
Sendo uma colônia de agricultores desde o início, somente depois de algum tempo o local passou a ser considerado bairro, permanecendo, entretanto, o nome de Colônia Terra Nova. Os moradores, apesar de não ser oficial, comemoram a data de aniversário do bairro no dia 15 de janeiro de 1988, dia em que houve a primeira ocupação.

Bairro Atualmente

O bairro está localizado na Zona Norte de Manaus entre Santa Etelvina, Monte das Oliveiras, Cidade Nova, Colônia Santo Antônio, Novo Israel e Tarumã. Tendo um comércio constituído de pequenas revendas de perecíveis e materiais de construção, os moradores se deslocam para os bairros da vizinhança buscando o abastecimento de vários gêneros e produtos.
Fazendo parte da cultura do bairro, a igreja de Nossa Senhora do Rosário realiza, no mês de junho, o grande arraial da paróquia, onde reúne toda a comunidade. Além da igreja, o bairro ganhou a Escola Municipal Marly Garganta, onde há uma praça para o lazer dos moradores.
A principal artéria do bairro, onde o movimento tem sido mais intenso por causa do pequeno comércio, lanchonetes, restaurantes e pontos de lazer, é a avenida Liberdade, em conjunto com a rua Chico Mendes, que divide a Colônia com o bairro Novo Israel.

Comentários

Loading...

comentários