Homem acusado de pedofilia e assassinato tem um terrível fim na cadeia

253

Nem no seu pior pesadelo o australiano Brett Peter Cowan poderia prever que a sua morte seria algo do gênero.

“Eu n√£o queria mat√°-lo, eu s√≥ queria machuc√°-lo, que ele sentisse dor”, admitiu Adam Davidson (31 anos), companheiro de cela de Peter, √†s autoridades. Ele ainda acrescentou que n√£o podia suportar estar de bra√ßos cruzados compartilhando sua cela com um monstro.

Cowan ficou foragido por vários anos antes de ser condenado à prisão perpétua / Reprodução aussiecriminal.com
Cowan ficou foragido por vários anos antes de ser condenado à prisão perpétua / Reprodução aussiecriminal.com

Cowan, que foi condenado por pedofilia e assassinato, estava jogando cartas com outros presos em uma área comum, em agosto de 2016, quando Davidson viu a oportunidade de realizar o plano que estava sendo pensado há mais de um mês.

Foi ent√£o que ele pediu a seus companheiros para se distanciarem do criminoso e completou sua vingan√ßa. “Eu queria que ele sentisse a dor que Daniel Morcombe sentiu”, confessou o ex-presidi√°rio.

Adam Davidson decidiu ‚Äúpunir‚ÄĚ seu companheiro de cela, Brett Peter Cowan, jogando um balde de √°gua fervendo sobre ele.

Daniel Morcombe era uma vítima de Cowan, um menino de 13 anos que desapareceu em 2003. Os pais do menino tiveram que esperar quase oito anos até que a polícia conseguisse prender Cowan, acusado de homicídio e com duas sentenças anteriores por agressão sexual.

Segundo o Infobae, as consequências no corpo do pedófilo foram severas. A pele do seu rosto caiu, assim como a do peito, costas e pernas. As bolhas de pus levaram semanas para serem curadas, principalmente na barriga.

A carne viva era visível entre as queimaduras em seu ombro e braços, deixando suas tatuagens irreconhecíveis. O Daily Mail recentemente divulgou fotografias privadas do arquivo.

Embora Davidson tenha sido condenado a tr√™s anos pela viol√™ncia contra o companheiro, acusado de tortura, ele est√° atualmente em liberdade condicional. “Eu pensei que n√£o deveria estar com esses abusadores sexuais, como n√£o podia ir a nenhum lado, organizei minha pr√≥pria vingan√ßa”, informou.

Homem acusado de pedofilia e assassinato tem um terrível fim na cadeia / Reprodução Youtube
Homem acusado de pedofilia e assassinato tem um terrível fim na cadeia / Reprodução Youtube

Coment√°rios