Home Notícias IBP alerta: Amazonas pode perder oportunidade no mercado de gás natural por falta de lei

IBP alerta: Amazonas pode perder oportunidade no mercado de gás natural por falta de lei

6 min - tempo de leitura
76

Na última quinta-feira (23/7) o Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP) divulgou nota, onde alerta que o Estado do Amazonas pode perder a oportunidade de entrar no mercado de gás natural por falta de regulamentação. No documento enviado à imprensa, o orgão sugere a imediata implantação de uma política para o setor, sob pena de perder a oportunidade de entrar no Novo Edital de Oferta Permanente, lançado pela Petrobras, para exploração de petróleo e gás em diversos estados brasileiros.

O Presidente da Assembleia Josué Neto diz que Amazonas corre sérios riscos de perder milhões em investimentos se não mudar a lei do gás – Imagem: Divulgação

Além do apontamento o Instituto se dispõe auxiliar as autoridades locais para fomentar a modernização de legislações estaduais e contribuir com expertise e transparência para que estes avanços sejam realizados o mais rápido possível.

O Presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas – ALEAM, Josué Neto, comentou a nota do IBP e disse que de fato o Amazonas corre sérios riscos de perder milhões em investimentos se não mudar a lei do gás e enfatizou que o 4º parágrafo da nota do IBP, trata exatamente do Estado do Amazonas.

Desde março de 2020 alerto na tribuna da ALEAM, a necessidade de uma nova lei antimonopolista para alavancar os investimentos no Amazonas, visando a compra dos 16 blocos de gás natural em terra que temos debaixo de nossos pés. Há 2 meses tenho cobrado do executivo o envio da Nova Lei do Gás Natural. Ainda tentando confundir a todos, criticando o PL 153 de minha autoria. PL pelo qual já abri mão. O executivo amazonense não tem nos ouvido e nem tratado com responsabilidade esse assunto.

Espero que a partir da semana que vem, como foi anunciado, chegue à ALEAM a nova lei do gás natural. Caso contrário, será mais uma das centenas de inverdades e/ou desconhecimentos proferidas pelos agentes do executivo sobre esse tema tão importante para o futuro do meu Amazonas“, declarou Neto.

Confira a nota na integra:

NOTA À IMPRENSA

O Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP) congratula o Governo Federal pela divulgação, realizada na terça-feira (21/07), do Novo Edital de Oferta Permanente.
O IBP entende que a oferta de 708 blocos, localizados em 51 setores de 15 bacias sedimentares brasileiras, totalizando cerca de 267.300 km², se acompanhado de um aparato regulatório moderno, pode representar um novo marco para a indústria de óleo e gás no país, capaz de viabilizar investimentos e um ambiente de negócios estável.

Nesse cenário, o IBP acredita que os estados que primeiro se mobilizarem por uma regulamentação alinhada ao Novo Mercado do Gás vão alcançar a maior parte dos investimentos. É o caso do Rio de Janeiro, Sergipe, Bahia e, mais recentemente, o Espírito Santo, com o primeiro contrato de concessão assinado dentro do novo modelo.

No caso do Amazonas, maior produtor de gás natural em terra do país e com potencial geológico inquestionável, o estado abriga 16 blocos exploratórios e a acumulação de Juruá ofertados no Novo Edital. Neste cenário, apresenta-se a oportunidade de rever a legislação vigente focada na abertura do mercado de gás natural no estado. O desenvolvimento da indústria depende dessa definição, já que a legislação atual vem imprimindo insegurança regulatória ao mercado de gás natural amazonense.

O Instituto valoriza a postura do Governo Federal em ofertar os blocos no Edital de Oferta Permanente e salienta que a decisão de investimento na produção de gás natural requer, por parte dos Estados, um ambiente de negócios estruturado e alinhado às melhores práticas de mercado.

O IBP se posiciona como fonte de apoio as autoridades locais para fomentar a modernização de suas legislações estaduais, contribuindo com expertise e transparência para que estes avanços sejam realizados em curto prazo.

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por No Amazonas é Assim
Carregar Mais Em Notícias

Deixe uma resposta

Leia Também

Dona Rosa, mãe de David Almeida, morre aos 84 anos

Na tarde deste sábado (28), faleceu dona Rosa Almeida, aos 84 anos, mãe do candidato a pre…