Idosa e sobrinho tiveram seus crânios esmagados em casa onde moravam

8506

Na noite desta terça-feira, um novo crime brutal chamou a atenção dos moradores no bairro Hiléia, na zona Centro Oeste de Manaus.

Na ocasião, uma idosa de 70 anos, identificada como Arlete Araujo de Almeida e o seu sobrinho, criado como filho, de 31 anos identificado como Alexsandro Mateus Araujo de Lima foram encontrados mortos, nus, nos seus banheiros e com as cabeças esmagadas.

A Polícia Militar declarou que os corpos foram encontrados por um amigo da vítima, Alexandro, que achou muito estranho o Alexsandro ter faltado o trabalho e foi fazer uma visita à casa da vítima. Lá chegando, não foi recebido por ninguém. Foi nesse momento então que ele decidiu pular o muro e ao entrar na casa, encontrou o corpo de dona Arlete dentro do banheiro do quarto dela, sem roupa. O Corpo de Alexandro foi encontrado logo em seguida, também no banheiro do quarto dele e sem roupa.

A irmã da de Alexsandro informou que o jovem era tido e criado por dona Arlete como filho. A irmã da vítima disse ainda que há mais ou menos 10 anos, o avô de Alexsandro também foi morto na mesma casa.

Segundo a Polícia Civil, as vítimas morreram ao terem seus crânios esmagados pelo autor do crime, que segundo a PC, era conhecido das vítimas, pois a casa não tinha sinais de arrombamento.

Ainda segundo a Polícia Civil, a equipe está trabalhando com a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte), pois a casa estava toda revirada e caixas de relógios estavam vazias.

Comentários