Ipaam intensifica trabalho de fiscalização no rio Tarumã-Açu depois de vazamento de óleo

29

O trabalho de fiscaliza√ß√£o e monitoramento de marinas, portos e flutuantes instalados nas margens da bacia do rio Tarum√£-A√ßu, recebeu uma intensifica√ß√£o durante este √ļltimo final de semana e seguir√° com este refor√ßo. A informa√ß√£o foi repassada pelo pr√≥prio presidente do¬†Instituto de Prote√ß√£o Ambiental do Amazonas (Ipaam) e secret√°rio de Estado do Meio Ambiente (Sema), Marcelo Dutra, durante esta ter√ßa-feira (16), quando afirmou que para este refor√ßo foram colocados mais agentes ambientais e o apoio de lanchar.

O refor√ßo nas fiscaliza√ß√Ķes foi uma resposta do √≥rg√£o ap√≥s um vazamento de √≥leo diesel na regi√£o da Marina Tau√°, no rio Tarum√£-A√ßu, no bairro Tarum√£, zona Centro-Oeste de Manaus, ocorrida na √ļltima sexta-feira (12). O combust√≠vel foi encontrado depois de den√ļncias por telefone feitas ao √≥rg√£o. Durante todo o dia, tanto o Ipaam como a Pol√≠cia Militar realizavam um levantamento para saber de quem era a responsabilidade do crime ambiental.

De acordo com Dutra, a regi√£o √© uma das √°reas de Manaus que mais vem sofrendo impactos ambientais nos √ļltimos cinco anos, principalmente com a instala√ß√£o de novos empreendimentos imobili√°rios, constru√ß√£o de marinas particulares e a utiliza√ß√£o comercial do canal no transporte de passageiros para balne√°rios particulares, s√≠tios e comunidades rurais.

O presidente do Ipaam informou que, desde sexta-feira (12), quando foi detectada a exist√™ncia de uma mancha de √≥leo de aproximadamente 20 metros quadrados pr√≥ximo a Marina Tau√°, a Ger√™ncia de Fiscaliza√ß√£o Ambiental (Gefa) do √≥rg√£o refor√ßou o trabalho de monitoramento no rio Tarum√£-A√ßu e, a partir desta ter√ßa-feira (16/1), iniciou a√ß√Ķes de preserva√ß√£o do meio ambiente junto aos trabalhadores naquela √°rea com apoio do Batalh√£o Ambiental da Pol√≠cia Militar.

Ontem (15), o diretor da Gefa, Abner Brand√£o, percorreu a extens√£o do rio, a partir da Marina do David at√© a praia Dourada, e constatou que o √≥leo evaporou com o tempo, por se tratar de um produto vol√°til, de categoria leve, bastante utilizada para lubrifica√ß√£o de motores de embarca√ß√Ķes. ‚ÄúO √≥leo n√£o existe mais. Por orienta√ß√£o do secret√°rio Marcelo Dutra, o trabalho continua intensificado‚ÄĚ, disse.

O √≥rg√£o ainda n√£o identificou a origem do produto, porque, segundo Brand√£o, no local existe um ‚Äúcorporativismo‚ÄĚ comercial com donos de marinas e flutuantes. ‚ÄúMas, apesar disso, a apura√ß√£o continua e pedimos ajuda das pessoas que moram ou trabalham naquela √°rea para que informe imediatamente ao Ipaam por meio do Disque Den√ļncia 2123-6715 situa√ß√Ķes semelhantes a que ocorreram semana passada‚ÄĚ, disse.

Com informa√ß√Ķes da assessoria

Coment√°rios