Jogador de futebol abandona a carreira para doar fígado ao sobrinho

87

O atacante argentino Alejandro Benitez, de 30 anos, conhecido como Lulo Benitez, pendurou as chuteiras por motivo muito especial: salvar a vida do sobrinho Milo, de 9 meses. O bebê nasceu com uma má-formação e precisava de um transplante de fígado. Lulo fez teste para saber se era compatível e, diante da afirmativa, não teve dúvidas em se afastar do futebol para salvar o menino.

O atleta jogava como atacante no Central Larroque, clube que atualmente o equivalente à terceira divisão do campeonato argentino.

Ex-jogador considera encontro com o sobrinho após a operação como o momento mais emocionante de sua vida -  Imagem: Reprodução/Facebook
Ex-jogador considera encontro com o sobrinho após a operação como o momento mais emocionante de sua vida –
Imagem: Reprodução/Facebook

Quando Milo nasceu, os médicos detectaram uma obstrução biliar. Por ser um bebê, o transplante de uma pessoa viva se tornou a única opção. Como a irmã de Lulo havia passado por uma cirurgia de coração, o transplante feito por ela se tornaria um risco. Por isso, a família buscou outras opções entre os parentes.

O atleta, que será papai no fim deste ano, passou por uma cirurgia de sete horas para doar parte do órgão. Já Milo enfrentou doze horas de operação. Segundo Lulo, o encontro com o sobrinho após o transplante foi pura emoção.

A partir de agora, tio e sobrinho irão passar por um período de recuperação. Milo precisa ficar ainda isolado, para evitar risco de infecções. Lulo, por sua vez, irá retomando a vida normal aos poucos. “Há uma restrição alimentar e cuidados com atividades físicas mas, em no máximo oito semanas, ele poderá retomar a vida normal”, disse Ariel Gonzalez Campana, equipe de transplante cirurgião Hospital Austral à “CNN español”.

Comentários

comentários

Loading...