José Melo espera exonerar 10mil servidores

78

Ontem  a noite (30/11), o Governador do Amazonas José Melo, disse que espera exonerar em 6 meses ou 1 ano, 10 mil servidores temporários, efetivados há 25 anos pelo Estado.

Imagem de Divulgação
Imagem de Divulgação

A Lei 2.624/2000 aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), foi proposta pelo então governador Amazonino Mendes, que transformou em cargos as funções desempenhadas pelos servidores que pertenciam ao regime especial da Lei 1.674 de 1984, ou admitidos como temporários a partir da Constituição do Estado, o Supremo Tribunal Federal (STJ), no ultimo dia (20/11) decidiu pela inconstitucionalidade das contratações, e essa decisão já não cabe mais recurso.

O Melo pede compreensão da Justiça, para que a transição de funcionários não interfira nos serviços públicos. O Governador e disse que o impacto da troca de servidores pode ser comparado ao desastre do rompimento da barragem em Mariana (MG), referindo-se a uma possível falta de serviços por conta das exonerações.

 

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail:

COMPARTILHAR

Comentários