José Melo pode ser cassado pela 2ª vez pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas

2

Está marcada para esta quarta-feira, (20/4), a votação de um dos 22 processos de cassação do governador José Melo (Pros) e do vice Henrique Oliveira (PSD). O corregedor regional Eleitoral João Mauro Bessa, preterido pelo Tribunal de Justiça para continuar como membro do TRE (Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas), providenciou a marcação.

Na segunda-feira, (18/4), durante sessão o TRE, ao julgar um agravo regimental para contestar provas em uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije), João Mauro Bessa negou o argumento da defesa indicando que havia no instrumento “um erro crasso (por apresentar documentos equivocados em processo) que protelava o processo”.

O corregedor deu um prazo de 48 horas para o MPE. O órgão ministerial alegou que não necessitava de todo o prazo, e que daria o parecer nesta terça-feira, (19/4), para que o processo seja julgado na quarta (20/4).

O caso Nair Blair, esta entre a denúncia, que envolve uma série de irregularidades, incluindo que levou o tribunal a cassar, por maioria de votos, o mandato de Melo, em janeiro deste ano. Bessa, no relatório, indica voto favorável a cassação do governador.

Fotos: Reinaldo Okita, Álisson Castro e Assessorias.
Fotos: Reinaldo Okita, Álisson Castro e Assessorias.

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail:

Comentários