Home Notícias Polícia Jovem desaparecida após dar carona combinada por WhatsApp é encontrado morta

Jovem desaparecida após dar carona combinada por WhatsApp é encontrado morta

2 min - tempo de leitura
26

O corpo da radiologista Kelly Cristina Cadamuro, de 22 anos, que desapareceu depois de combinar uma viagem por um grupo de carona no WhatsApp foi encontrado na tarde desta quinta-feira (2) em um córrego entre as cidades de Frutal e Itapagipe, no Triângulo Mineiro. Segundo a Polícia Militar (PM), a jovem estava seminua. A família de Kelly compareceu ao local e reconheceu o corpo da jovem.

PM e perícia técnica da Polícia Civil foram para área entre Frutal e Itapagipe onde corpo de jovem desaparecida foi encontrado (Foto: Samir Alouan/Rádio 97 FM/Pontal Online)
PM e perícia técnica da Polícia Civil foram para área entre Frutal e Itapagipe onde corpo de jovem desaparecida foi encontrado (Foto: Samir Alouan/Rádio 97 FM/Pontal Online)

A jovem estava desaparecida desde a tarde desta quarta-feira (1º). A Polícia Civil informou que ela foi vista pela última vez quando saiu de Guapiaçu, no interior de São Paulo, com destino a Itagagipe. Conforme a PM, o corpo foi achado após trabalhos de busca. A calça que ela usava no dia do desaparecimento foi achada a cerca de 3 Km de distância do corpo.

Calça de bióloga foi encontrada há quilômetros do corpo (Foto: Samir Alouan/Rádio 97 FM/Pontal Online)
Calça de bióloga foi encontrada há quilômetros do corpo (Foto: Samir Alouan/Rádio 97 FM/Pontal Online)

O delegado da Polícia Civil de Frutal, Bruno Giovanini de Paula, que assumiu as investigações sobre o caso, informou que a perícia técnica foi realizada e o corpo encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

“Ainda não há como precisar se houve violência sexual ou causa da morte. O corpo estava em um local de terra e água, o que dificulta a identificação. A vítima estava vestida apenas com uma blusa e foi encontrada por policiais militares que faziam buscas em área de usina de cana-de-açúcar ”, explicou.

Kelly morava em Rio Preto e combinou carona para Minas Gerais (Foto: Reprodução/TV TEM)
Kelly morava em São José do Rio Preto e combinou carona para Minas Gerais (Foto: Reprodução/TV TEM)

Carona por WhatsApp

Familiares disseram à polícia que Kelly havia combinado uma carona por meio de um grupo de WhatsApp. A princípio, ela levaria um casal, mas a mulher desistiu no momento da viagem. O homem, que não era conhecido de Kelly, manteve a carona.

Ainda conforme a polícia, o último contato que a moça fez com a família foi quando parou para abastecer o veículo em um posto de combustíveis na BR-153. Depois disso, a família diz que perdeu o contato com ela.

Na volta do pedágio, carro era dirigido por homem (Foto: Reprodução)
Na volta do pedágio, carro era dirigido por homem (Foto: Reprodução)

Câmeras do circuito de segurança de uma praça de pedágio em Minas Gerais mostram a moça dirigindo. Logo depois, o carro volta, mas aí é um homem que está ao volante. A polícia encontrou o carro da jovem abandonado e sem as quatro rodas, o rádio e o estepe em uma estrada rural entre São José do Rio Preto e Mirassol (SP). Não há informações sobre o homem.

Fonte : G1-MG

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Polícia

Deixe uma resposta

Leia Também

Família de João Alberto, morto no Carrefour, recusa 1ª proposta da loja por achar pouco o valor

Em novembro do ano passado João Alberto Silveira Freitas, cliente negro, morreu no estacio…