Jovem reencontra mãe biológica, mas é torturada e morta por ela

750

Poderia ter sido uma história feliz sobre o reencontro de uma vida, mas acabou em um brutal assassinato no Condado de Ozark, no estado do Missouri, nos Estados Unidos.

Savannah Leckie era um bebê quando foi colocada para adoção e, 16 anos depois, veio a conhecer não apenas sua mãe biológica, mas a mulher que iria torturá-la e matá-la.

A adolescente era obrigada a rastejar com os porcos no curral e tinha as feridas lavadas com álcool e sal Imagem: Reprodução/ Facebook
A adolescente era obrigada a rastejar com os porcos no curral e tinha as feridas lavadas com álcool e sal Imagem: Reprodução/ Facebook
Loading...

De acordo com o The Washington Post, Rebecca Ruud, que é motorista de caminhonetes, bombeira voluntária e tem 39 anos, foi presa na última segunda-feira (21/8) como principal suspeita de assassinar a adolescente. Savannah, que foi adotada quando bebê, começou a se reaproximar de Ruud em 2016.

A jovem começou a viver com Rebecca depois que os pais adotivos se separaram. A relação chegou ao ponto delas abrirem uma loja na qual vendiam sabonetes juntas. Porém, essa fachada escondia o sofrimento que Savannah estava passando. O caso começou a ser elucidado após um incêndio na fazenda onde elas viviam, no dia 18 de julho deste ano.

Mesmo afirmando que a filha havia se ferido, Rebecca impediu que qualquer pessoa a visse. Poucos dias depois, entrou em contato com a polícia para notificar o desaparecimento da jovem. Os agentes, então, desconfiaram da mulher e do namorado dela, Robert Peet Jr. Foi quando eles confessaram que torturavam a adolescente de formas brutais, fazendo ela rastejar com os porcos no curral e esfregando álcool e sal nas suas feridas.

Com essas informações e o depoimento, a polícia vasculhou a fazenda e encontrou os restos mortais de Savannah. Nesse meio tempo, o casal havia fugido para se casar em outra cidade, mas foi encontrado e, agora, os dois estão presos aguardando julgamento. Eles podem ser condenados à morte.

Comentários

comentários

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail: