Justiça Federal bloqueia quase meio milhão em bens de Sidônio, ex-prefeito de Tefé

549

A casa está caindo para ex-prefeitos no Brasil inteiro. No Amazonas não está diferente. Em decisão do juiz Ricardo Augusto de Sales da Justiça Federal de Primeira Instância Subseção Judiciária de Tefé, o ex-prefeito do município de Tefé, Sidônio Trindade Gonçalvez teve nada mais nada menos que quase meio milhão (R$ 487,2 mil) em bens bloqueados, após ser condenado pelo ato de improbidade administrativa por dano ao erário aos cofres do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE. 

O bloqueio se dá, pois o ex-prefeito foi condenado a devolver R$ 287.262,54, supostamente desviados do FNDE e também para o pagamento de R$ 200 mil em multa estabelecida pelo juiz. Esses valores serão depósitos nos cofres do FNDE.

O ex-prefeito ainda foi condenado a perda de seus direitos políticos por oito anos, ficando inabilitado de disputar eleições para qualquer cargo público. A decisão foi publicada no Diário de Justiça Federal do Tribunal Regional Federal da 1ª Região de quinta-feira (29).

Decisão

Comentários