Inicial Notícias Polícia Justiça mandou prender a filha por morte da mãe, do pai e do irmão

Justiça mandou prender a filha por morte da mãe, do pai e do irmão

A Justiça mandou prender Ana Flávia Menezes Gonçalves, 24 anos, e namorada dela, Carina Ramos, 26 anos pelo bárbaro crime que tirou a vida dos pais dela, Flaviana Gonçalves, 40, Romoyuky Gonçalves, 43, e do irmão, Juan Gonçalves, de 16 anos. O crime aconteceu na madrugada de terça-feira (28), em São Bernardo do Campo (ABC), em São Paulo. Os três foram mortos com pancadas na cabeça e depois tiveram os corpos queimados dentro do porta-malas do carro da família.

O delegado Paul Henry Bozon identificou contradições nos depoimentos da filha e da namorada. As duas vomitaram durante o interrogatório. Flávia e a namorada estão hematomas nos braços, tiveram os celulares apreendidos As imagens do condomínio mostram o carro de Ana Flávia saindo por volta de 1h da manhã de terça, seguido pelo Jeep da família. Parentes entraram na casa e encontraram sangue na parede. O irmão de Flaviana e tio de Ana Flávia revelou que viu sangue no quarto do casal. “Também acharam sangue nas escadas e na sala. Estava tudo revirado”, disse ao jornal.

O delegado acredita que os três corpos foram colocados no carro logo após as pancadas matarem as vítimas. Se for isso mesmo, Ana Flávia dirigiu um dos carros enquanto a namorada levava o outro na hora que passaram pela portaria.

A polícia procura a arma de Romuyuki Gonçalves. Ele era dono de duas lojas de cosméticos em um shopping center de Santo André. Os corpos das vítima foram liberados e imediatamente enterrados. Agora o Brasil tenta entender como uma filha pode fazer isso com os pais e o irmão? A polícia recolhe provas e tenta descobrir os motivos, e todos relembram o crime cometido por Suzane von Ritchthofen.

Família carbonizada no ABC foi morta a pancadas

Comentários

Carregue Mais Notícias Relacionadas
Comentários estão fechados.