Karine Aguiar lança primeiro clipe em Paris durante à COP 21

3

Nos dias 02/12 e 03/12 acontecerá o lançamento do primeiro clipe de Karine Aguiar em Paris, ela escolheu a composição do maestro amazonense Adelson Santos, “Não mate a mata” que em 2015 completa 40 anos de existência e continua com uma mensagem bastante atual.

A nova versão da canção foi gravada em Manaus, com direção do músico e pesquisador Ygor Saunier, da própria Karine e de seu produtor musical em Paris, Rômulo Marques. O maestro, que completou neste ano 70 anos de idade e 55 anos de carreira, é autor de outras obras musicais importantes como a ópera “Dessana Dessana” (texto de Aldísio Filgueiras e Márcio Souza), que conta a origem do mundo na visão da etnia Dessana.

A nova versão de “Não mate a mata” procura preservar a essência da composição de Adelson Santos. Foram acrescentados além de elementos da música clássica (a exemplo do vocalize operístico cantado por Karine na introdução), ritmos amazônicos como o “retumbão” (ritmo da marujada de Bragança/PA), o Marabaixo (ritmo do Amapá) e o “boi de rua”.  Todo um conceito para a nova versão da música foi pensado durante seu processo de produção. Karine explica que, fez questão de que fosse inserido um charango ao arranjo da música, como forma de lembrar que o bioma amazônico não é exclusivamente brasileiro, mas que se estende por outros nove países da América do Sul. Sobre os elementos da música clássica, inseridos na introdução, Karine explica que estes representam a influência da colonização europeia na Amazônia, bem como, o culto que os amazonenses prestam ao Teatro Amazonas.

O lançamento do clipe acontecerá paralelamente à COP 21 na capital francesa, durante os eventos de exibição do documentário “A lei da água”, de André D’Elia e Fernando Meirelles (diretor de Cidade de Deus).

 Karine Aguiar lança primeiro clipe em Paris durante à COP 21
Karine Aguiar lança primeiro clipe em Paris durante à COP 21
 Karine Aguiar lança primeiro clipe em Paris durante à COP 21
Karine Aguiar lança primeiro clipe em Paris durante à COP 21

 

Comentários

comentários

Loading...