Home Notícias Polícia Mãe de criança de oito anos exposta na internet pode perder a guarda da filha

Mãe de criança de oito anos exposta na internet pode perder a guarda da filha

3 min - tempo de leitura
603

A mãe de uma criança de oito anos, que “viralizou” nas redes sociais após ser filmada dançando em cima de um carro, pode perder a guarda da filha, segundo a delegada Joyce Coelho, da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca). “Registramos um Boletim de Ocorrência [pelo fato de a mãe] ter submetido a criança, que estava sob sua guarda, à vexame e constrangimento”, disse a autoridade policial.

Conforme Coelho, a mãe da criança, uma mulher de 24 anos, que não teve a identidade divulgada, informou à polícia que teria levado a filha a um evento situado no bairro Novo Aleixo, na Zona Norte de Manaus, para celebrar o aniversário da pequena, que acontece nesta quinta-feira (27).

A mulher pôs a vítima em cima do veículo, ainda de acordo com a delegada. “A mãe disse que não foi por maldade e que a criança gosta de dançar funk. A criança teria pedido para ser colocada no carro e foi incentivada por populares”, afirmou Coelho.

O caso será encaminhado à Justiça, segundo a autoridade policial. “Será decidido o que for melhor à criança”.

O pai compareceu à Depca na tarde de terça-feira (25) e disse ter interesse na obtenção da guarda da filha. Ele e a mãe da criança são separados.

Segundo Coelho, a mãe afirmou que não imaginava a repercursão que o caso teria. “O evento resultou na super-exposição desnecessária da criança”, relatou a delegada.

 

Alerta aos pais

A mãe prestou depoimento, na unidade policial, na quarta-feira (26). De acordo com Coelho, a criança disse à polícia que ficou triste com a repercusão. “É uma criança, que dançou ao julgar que aquilo era um ato inocente. Infelizmente, ela estava fazendo poses sensuais, incentivada por adultos”, afirmou a delegada.

A autoridade policial alertou aos pais para que não levem crianças a locais inadequados às idades dos filhos. “A criança tem que viver a infância.Ela não pode ultrapassar as fases da vida, que têm de ser vividas de acordo com seu desenvolvimento”.

 

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Roger Siqueira
Carregar Mais Em Polícia

Deixe uma resposta

Leia Também

Mulher é achada “de bubuia” no mar após 2 anos desaparecida

Uma mulher, de 46 anos, foi achada boiando a cerca de 2,5 quilômetros de uma praia em Puer…