Manaus está em 1° lugar no ranking de incêndios causados por curtos-circuitos em rede elétrica

13

Foi divulgado o último relatório da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), e apontou Manaus liderando ranking de capitais brasileiras, que mais registraram incêndios em 2015 provocados por curtos-circuitos e sobrecarga na rede elétrica, decorrentes de instalações elétricas precárias, gambiarras, “gatos” e falta de manutenção.
Salvador, ficou em segundo lugar, seguido de Cuiabá, depois São Paulo, Recife, Teresina e Campo Grande, fechando a lista das sete capitais brasileiras com índices elevados desse tipo de acidente.

Houve um grande aumento no número de acidentes com incêndios por curto-circuito ou sobrecarga na rede elétrica na região Norte, que subiu de 34 em 2013 para 81 em 2015.  Conforme também aponta o relatório, os registros de incêndios aumentaram em todo o Brasil.

Em 2015, a Abracopel contabilizou 39 incêndios no Estado do Amazonas, sendo 35 só em Manaus, capital amazonense, também lidera o ranking em número de óbitos: foram 6. Dentre os locais atingidos pelos incêndios no Estado estão 11 comércios de pequeno porte, 24 residências, uma indústria de pequeno porte, uma escola pública, um hospital e uma empresa pública.

Edson Matinho, diretor executivo da Abracopel, destaca que as causas de acidentes dessa natureza (incêndios) estão relacionadas com os descasos e com o desconhecimento dos riscos para com a eletricidade. O especialista destaca ainda que em 2015 foram registrados 1.248 acidentes em todo o país, com incêndios envolvendo a rede elétrica e a maioria dos casos poderiam ter sido evitados com informações e cuidados com a rede elétrica.

Consultado sobre o resultado do relatório, o Corpo de Bombeiros do Estado do Amazonas informou que não realiza esse tipo de estatística sobre as causas ou naturezas dos incêndios, uma vez que os atendimentos são apenas direcionados às ocorrências. Até o momento a Eletrobras Distribuição Amazonas não quis se manifestar.

Imagem de Divulgação
Imagem de Divulgação

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail:

Comentários