Manifesta√ß√Ķes em rede social criticam atendimento a pacientes no hospital p√ļblico de Boca do Acre

152

Recentemente as redes sociais foram palco de den√ļncias de mal atendimento no Hospital Regional Maria Geny de Lima, localizado em Boca do Acre (AM), que at√© onde essa reportagem pode apurar, ainda tem sua gest√£o vinculada ao governo estadual.

Pacientes reclamaram no grupo de WhatsApp denominado “Boca do Acre em debate”, do atendimento prestado por servidores daquela unidade de sa√ļde, chegando um deles amea√ßar levar o assunto ao Minist√©rio P√ļblico.

Segundo alegam autoridades do governo local, o Estado do Amazonas deixou de repassar mais de R$ 1 milhão àquela unidade hospitalar.

O atraso no repasse desses recursos evidencia problemas e dificuldades na proposta de municipaliza√ß√£o dos hospitais estaduais como por exemplo, o de Boca do Acre, que n√£o possui condi√ß√Ķes de promover o gerenciamento das unidades ligadas ao SUS. A municipaliza√ß√£o, mesmo prevendo a transfer√™ncia de recursos para os conselhos municipais de sa√ļde, deixar√° em aberto a cobertura de despesas hospitalares e onerar√° os j√° combalidos cofres municipais.

Os problemas no atendimento √† popula√ß√£o decorrem, ao mesmo tempo, de erros de m√° gest√£o, de falta de pol√≠tica de sa√ļde adequada a realidade de sa√ļde do munic√≠pio de Boca do Acre e do descumprimento dos direitos e garantias previstos na lei do Sistema √önico de Sa√ļde (SUS) e na Constitui√ß√£o Federal.

Os municipios da Calha do Purus n√£o s√£o capazes de proteger suas popula√ß√Ķes de doen√ßas provocadas por falta de saneamento b√°sico, como por exemplo, as v√°rias formas de hepatites, nem atuam corretamente na aten√ß√£o b√°sica, e muito menos conseguem prestar servi√ßos adequados aos que necessitam de tratamento fora do domic√≠lio.

Regra geral, as m√°quinas, os aparelhos, os equipamentos hospitalares est√£o danificados, sem condi√ß√£o de uso, o que inviabiliza muitas vezes a realiza√ß√£o de exames e diagn√≥stico que confirmem certas enfermidades. Apurou-se tamb√©m durante essa reportagem que as ambul√Ęncias do hspital mencionado n√£o est√£o funcionando ou funcionam de maneira prec√°ria.

Em recente visita a Boca do Acre, o secret√°rio estadual de sa√ļde Francisco Deodato garantiu repasses de recursos para a sa√ļde da cidade. √Č esperar para v√™.

Confira abaixo manifestação de um dos usuários que reclamaram nas redes sociais :

Manifesta√ß√Ķes em rede social criticam atendimento a pacientes no hospital p√ļblico de Boca do Acre /
Foto : WhatsApp