Manifestantes do protesto que pedia retorno de lideres da FDN, teriam recebido dinheiro, afirma polícia

193

Após a manifestação, que pedia o retorno para Manaus de narcotraficantes ligados à facção criminosa Família do Norte (FDN), policiais do serviço de inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) realizaram uma operação contra traficantes no bairro de Santa Etelvina, zona Norte de Manaus.

Manifestantes do protesto que pedia retorno de lideres da FDN
Manifestantes do protesto que pedia retorno de lideres da FDN – Imagem: Divulgação

Na ocasião, o Serviço de Inteligência identificou que algumas pessoas foram pagas pela facção Família do Norte (FDN), para participar do ato público, ocorrido em Frente ao Fórum Henoque Reis, localizado na avenida Humberto Calderaro, na manhã da última quarta-feira (9/5), na capital.

Os manifestantes, em sua maioria moradores do bairro onde ocorreu a ação, foram chamados para participar do protesto. Familiares e até detentos do semiaberto, utilizando tornozeleiras eletrônicas, exigiam a volta de João Pinto Carioca, conhecido como “João Branco”, e José Roberto Barbosa, o “Zé Roberto da Compensa”. Ambos cumprem pena em presídios federais e são apontados como líderes da facção.

De acordo com o tenente-coronel Bruno Azevedo, coordenador de operações da Seaop, manifestantes foram assediados e receberam dinheiro em espécie da facção criminosa. Os manifestantes que participaram do ato ainda estão sendo identificados.

“Parte daquelas pessoas recebeu ajuda financeira para estar lá. Aquilo é um contrassenso. A determinação do secretário de Segurança foi para aumentar a sensação de segurança da população, com a presença forte e ostensiva da polícia. Isso não vai parar por aqui”, afirmou o tenente-coronel.

Fonte: Assessoria

Comentários