Home Notícias Amazonas Maria Azedo, Ex-cunhã Poranga do boi Caprichoso, expõe o nível de periculosidade do seu ex-marido

Maria Azedo, Ex-cunhã Poranga do boi Caprichoso, expõe o nível de periculosidade do seu ex-marido

4 min - tempo de leitura
3,081

Na madrugada desta segunda-feira (6), a ex-cunhã Poranga do boi bumbá Caprichoso, Maria Azedo, fez uma série de denuncias através do seu Instagram sobre a agressão sofrida pelo seu ex-marido Bruno Guedes. De acordo com Maria, Bruno invadiu o seu apartamento e levando a cadela de estimação e diversos objetos de valor, noite deste domingo (31) e chegou até bater nela.

Chorando muito e extremamente assustada, Maria falou das inúmeras traições e agressões sofridas desde o início do casamento e os motivos que a fez seguir em frente.  Ela contou também que já está separada há cerca de um mês e que tem medida protetiva emitida pela Justiça pois o seu ex-marido é muito violento e mentiroso.

Maria Azedo, Ex-cunhã Poranga do boi Caprichoso, expõe o nível de periculosidade do seu ex-marido
Maria Azedo, Ex-cunhã Poranga do boi Caprichoso, expõe o nível de periculosidade do seu ex-marido

Ela disse ainda que Bruno mantém as fotos dela no perfil dele e ainda na descrição continua como se eles estivessem casados, o que não é mais verdade. E no desabafo disse também que ele está constantemente enviando mensagens e pedindo para que eles se encontrem e resolvam suas diferenças.

“Gente desculpe eu estou vindo falar aqui com vocês muita coisa muito chata, muito chata mesmo, eu até evito falar, mas dessa vez. Eu estou separada há algumas semanas e o meu ex-marido resolveu hoje invadir o apartamento que ele morava, inclusive o apartamento é da minha família. Nós tínhamos terminado. Ele levou a minha cachorra, levou cordão de ouro, levou televisão, levou tudo. Eu não estava em casa. Ele entrou pela janela do outro quarto. Ele é proibido de entrar no condomínio”, relatou.

Maria relata que na porta de casa colocou correntes e cadeados para sua segurança

“Eu tenho medida protetiva. Eu tenho Boletim de Ocorrência (Maria da Penha), então, pelo amor de Deus, é uma pessoa muito, muito, muito perigosa. Eu nunca estaria falando isso aqui se não estivesse aflita”.

“Gente, é sério, eu já estou nessa há quase um mês. E assim, eu já vi o perigo da pessoa e no entanto eu fiz a medida protetiva e proibi a vinda dele aqui. Porque é o apartamento da minha família. E a família dele, não adianta falar nada, eles são omissos”.

Medida protetiva

“Ele liga pra minha mãe, liga para as minhas tias, inferniza as nossas vidas, eu já liguei para a polícia, já foi uma baixaria aqui. Eu não queria de forma alguma me expor. Só que o cara está completamento louco”.

“Ele não aceita a separação e não apagou até hoje as nossas fotos das redes sociais, além de depois da separação ele tatuou o meu nome no braço”, afirmou.

Veja o vídeo e acompanhe o caso no Instagram da própria Maria Azedo 

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Amazonas

Deixe uma resposta

Leia Também

Saiba como ajudar as ONG’s e Voluntários que estão na linha de frente de combate aos incêndios no Pantanal

Os dados mostram que este ano caminha para ser o mais devastador em relação a registros de…