Marido faz esposa beber a própria urina durante quatro dias de tortura, em Manaus

1260

Luiz Fernando Monteiro Filho, 20, manteve em c√°rcere privado e torturar a companheira dele durante quatro dias. O crime ocorreu na casa onde o casal morava, no bairro Compensa, zona oeste de Manaus.

A mulher tomava a pr√≥pria urina quando sentia sede, e durante todos os quatro dias a v√≠tima tamb√©m teve¬†o √Ęnus queimado com um isqueiro, foi arranhada nas costas com um garfo, teve a cabe√ßa raspada dos com faca e ficou sem se alimentar. A crueldade era tanta, que Luiz Fernando chegava a jogar √°lcool nos ferimentos da esposa.

Luiz Fernando Monteiro Filho, 20, manteve em cárcere privado e torturar a companheira dele durante quatro dias - Imagem: Divulgação
Luiz Fernando Monteiro Filho, 20, manteve em cárcere privado e torturar a companheira dele durante quatro dias РImagem: Divulgação

Uma semana ap√≥s a jovem de 20 anos ter sido inicialmente colocada em c√°rcere privado e, posteriormente, quase morrido, o estado de sa√ļde dela √© est√°vel. Policiais da Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM) estiveram na casa da v√≠tima e, em depoimento, ouviram detalhes sobre como foram esses quatro dias em poder do infrator.

A mulher foi socorrida e levada ao Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto. Ap√≥s receber alta ela foi acolhida pela fam√≠lia dela, onde permanece em recupera√ß√£o. Devido ao estado cr√≠tico de sa√ļde da jovem, uma equipe da DECCM est√° monitorando tanto a recupera√ß√£o da v√≠tima, como a movimenta√ß√£o nas adjac√™ncias da casa onde ela est√°.

A delegada da especializada j√° representou mandado de pris√£o preventiva em desfavor de Luiz. ‚ÄúN√£o deixaremos esse crime ficar assim. Desde o dia que tomamos conhecimento do fato colocamos uma equipe fazendo buscas por ele, mas at√© agora ainda n√£o obtivemos sucesso. Continuamos nas ruas e s√≥ vamos sossegar quando conseguirmos prend√™-lo‚ÄĚ, ressaltou a autoridade policial.

Den√ļncias sobre o paradeiro de Luiz podem ser feitas aos n√ļmeros (92) 3236-7012, 99962-2511 e/ou 181.

Coment√°rios