Matinha Berço do Samba – Sinopse da Presidente Vargas para 2015

15

Confira a sinopse da Presidente Vargas para 2015

Mais uma vez é hora de falar da escola do meu coração. O bairro da Matinha será decantado no enredo da Presidente Vargas em suas formas de expressão artísticas e culturais. Confira a sinopse de Varildo Alves abaixo:

“Matinha, uma história de amor, de cultura e arte!”

Muito prazer! Sentada à sombra desse velho tucumanzeiro, disponho-me como uma jovem senhora de 121 anos que hoje em pincéis de lembranças discorrerá sobre essas páginas tingidas de saudades de um velho relicário, um temporal de alegria que não se desfaz com o passar dos anos… Muito pelo contrário recompõe como tijolos de um castelo de sonhos tudo aquilo que nos construiu como uma comunidade viva, um corpo vivo! Que pulsa, que pensa, que respira e faz de suas avenidas, ruas, becos, vielas e passarelas por cima do rio, suas artérias… Que leva nosso DNA de alegria, de cantos, de festas. Hoje debruçar-me-ei na janela do tempo de onde apaixonadamente andarei de mãos dadas com meus amores… Toca tua sirene Jutal, desperta hoje todos os amores que tive ao longo de tantos anos! Toca teus sinos Minha Senhora de Santa Luzia, conclama teus filhos fiéis para esse dia de poesia. Ah! Lembro-me de quando aqui chegaram os primeiros aventureiros e com terçados foram picotando o mato e construindo suas casas de taipa e entre ele inúmeros maranhenses que traziam em seu bojo a cultura do bumba meu boi: Seu Maranhão? O que tem hoje aí nesse terreiro todo enfeitado? Hoje é dia do nosso Garrote LUZ DE GUERRA fazer subir poeira por essas paragens… E lá iam os versos tomando conta das noites de fogueiras de tão saudosos momentos. Daí então essa gente não parou mais com essa criatividade própria dos matinheiros. O que dizer da mais famosa dança internacional portuguesa de Manaus da D. Graça, dos Brasinhas na Roça do Dando que detém ainda o recorde de maior número de casais do festival folclórico do Amazonas. Os camponeses na roça, o coronel Geciano no roçado, a dança internacional Balchermam e o Caipira na folia que estará completando 20 anos de existência. Quanta cultura tu respiras Matinha. Teço agora uma página especial as personalidades que por aqui caminharam ou caminham. Ainda rotunda tua voz Casa Grande como generoso filho dessas entranhas, poeta versador de toadas. Carlinhos do Boi o showman do boi Bumbá Garantido, Tadeu Garcia que de sua janela mira o céu e compõe versos em toadas que se imortalizam e o imortalizam. Por meus quintais brincaram Zezinho Correa… O poeta internacionalmente conhecido Barcelar e tantos outros como Júnior Rodrigues que agora invade o Brasil. Ah! minhas esquinas viram e ouviram alaridos do Seu Zé pretinho com sua batucada do Morro e lá vai a batucada se estendendo e energizando pés e mãos dessa gente conduzida por um sonho que te fez a maternidade do Samba, de ti brotaram muitos que se foram semear em outros terreiros essa divindade de sambar, mas ainda permanecem esses meninos que conduzem minha águia azul, amarela e branca como uma Fênix que se refaz como a personificação de minhas células. Hoje cada uma dessas celebridades que são meus moradores aprenderão a conjugar um novo verbo, o verbo matinhar: Eu matinho, tu matinhas, ele matinha e nós… Nós te amamos matinha!

Grêmio Recreativo Escola de Samba Presidente Vargas - Matinha Berço do Samba
Grêmio Recreativo Escola de Samba Presidente Vargas – Matinha Berço do Samba

Comentários

Loading...

comentários