Médica é demitida suspeita de levar filho menor para “ajudar” em cirurgia

632

Uma cirurgiã geral que teria levado o filho menor de idade para auxiliá-la durante uma cirurgia no Hospital Santa Casa de Misericórdia de Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais, foi demitida, segundo informou a assessoria de imprensa da unidade de saúde, nesta quinta-feira (11/5).

Imagens reprodução do Facebook
Imagens reprodução do Facebook

Algumas imagens foram postadas pela própria médica em seu perfil em uma rede social, onde mostram o rapaz ao seu lado com um avental hospitalar e touca dentro de uma sala de operações do local.

Em uma das imagens, que foram compartilhadas na última terça-feira, a médica faz uma brincadeira e chama o filho de “doutor”. Em outra fotografia, o rapaz parece ajudar a mãe a manipular um equipamento médico. As imagens chocaram internautas, que criticaram o hospital.

A assessoria de imprensa da unidade de saúde informou em nota que “foi aberto procedimento para apuração das responsabilidades de todos os profissionais envolvidos na ocasião”.

Confira na íntegra a nota assinada pelo diretor técnico do hospital, Guilherme Ribeiro Camara:

“A Santa Casa de Lagoa Santa informa que ao tomar ciência do fato ocorrido em suas dependências adotou todas as medidas cabíveis, incluindo o imediato desligamento da médica em questão. Foi aberto procedimento para apuração das responsabilidades de todos os profissionais envolvidos na ocasião. Registramos que esse foi um fato isolado, contrário aos preceitos da Santa Casa, que trabalha de forma incessante por uma prestação de serviços no mais alto nível técnico e na preservação e respeito da honra e dignidade de seus pacientes”.

Imagens reprodução do Facebook
Imagens reprodução do Facebook

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail:

COMPARTILHAR

Comentários