Médico morre na faixa azul da Avenida Constantino Nery

2318

Um médico morreu agora na faixa azul em frente a Unimed. Acidente com vítima fatal РNa Av. Constantino Nery em frente a Unimed, uma Amarok branca atravessou o empório Santa fé na segunda faixa, atropelando assim o médico e o jogando na frente de um táxi. Vítima- Médico urologista João Leandro de Oliveira, 69 anos. Sobre o carro (Amarok) nada foi ainda, somente a cor (branca).

Homem morreu no local, antes da chegada da ambul√Ęncia do Samu Foto: Arnoldo Santos / Record News Manau
Homem morreu no local, antes da chegada da ambul√Ęncia do Samu Foto: Arnoldo Santos / Record News Manaus

abaixo a matéria do jornal D24AM

Manaus Р O médico urologista João Leandro de Oliveira, de 69 anos, morreu após ser  atropelado por volta das 12h30 na faixa azul da Avenida Constantino Nery, em frente ao Empório Santa Fé. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Um táxi modelo Idea, de placa OAA-6768, estava envolvido no acidente, mas o motorista alegou que o responsável pelo atropelamento guiava outro veículo.

Após o acidente, o tráfego nos dois sentidos da via ficou bastante complicado. Agentes do Manaustrans estão no local. O Instituto Médico Legal só conseguiu iniciar a remoção do corpo cerca de duas horas após o acidente.

Uma mulher, que disse ser passageira do t√°xi, ¬†que atingiu o homem, afirmou que o t√°xi vinha trafegando na faixa azul, no sentido Centro-Bairro. T√°xis com passageiros podem trafegar na faixa. ¬†‚ÄúEu vi o senhor esperando para atravessar, mas quando o t√°xi vinha chegando ele andou para atravessar e foi atingido. Foi s√≥ uma pancada‚ÄĚ, afirmou ela, que n√£o quis revelar o nome.

O motorista do t√°xi, Carlos Alberto da Silva, 43, foi detido e encaminhado ao 22¬ļ Distrito Integrado de Pol√≠cia para prestar esclarecimentos. O irm√£o dele, Jos√© Carlos da Silva, 44, disse que o irm√£o alegou que o m√©dico foi atropelado por uma picape Amarok. Segundo ele, a picape atingiu o m√©dico, que acabou sendo jogado para cima do t√°xi. O vidro frontal do t√°xi ficou estilha√ßado. “Temos certeza que as c√Ęmeras de vigil√Ęncia instaladas aqui v√£o comprovar a verdade”, disse ele.

Simone Silva de Souza, de 31 anos, encarregada de serviços da Unimed, afirmou que o médico havia parado seu carro em frente ao Empório Santa Fé para fazer compras. Na hora em que foi atropelado, segundo ela, o médico iria autorizar a realização de alguns exames na Central de Atendimento da Unimed, que fica em frente ao Empório, no outro sentido da via.

Texto: Arnoldo Santos e Danilo Alves 

Coment√°rios