Menino André, que morreu ao cair em bueiro, tem história de um guerreiro

6

Na terça-feira (27/4), foi confirmada a morte do menino André Pereira Crescenço, 6 anos, que caiu em um bueiro, no último domingo, no bairro Novo Aleixo, Zona Leste.

Após 3 dias de buscas, o corpo de André foi encontrado no Igarapé do Mindu, pelo personal trainer André Wallace de Lima Colares, 26, voluntário do regaste coordenado pelo  Corpo de Bombeiros.

O corpo do garotinho foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), e o reconhecimento foi feito pelo pai Davison Lúcio Pereira, 31, e pela tia Raquel Natividade Pereira Martins, 47, por conta de uma marca de nascença no pé direito.

A partir dai, veio a tona a historia comovente do garoto André.  Filho de um autônomo com uma moradora de rua, não frequentava a escola e nunca foi procurado por sua mãe biológica. Seu único documento era um cartão de vacina e a Declaração de Nascido Vivo, que estava em posse de seu pai.

Mas a Declaração de Nascido Vivo, não foi aceita pelo Instituto Médico Legal (IML), para a liberação do corpo. Então parentes e amigos saíram em busca da mãe biológica do menino, que foi encontrada na noite de terça-feira (26/4). O corpo do pequeno André sairia do IML direto para o cemitério na manhã desta quarta-feira (27/4).

Familiares e amigos do pequeno André estão revoltados com o descaso da prefeitura, a respeito dos bueiros sem proteção. Moradores já haviam enviado solicitação para reparação das tampas dos bueiros sem retorno da prefeitura.

André Pereira morreu após cair em bueiro
André Pereira morreu após cair em bueiro

 

 

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail:

COMPARTILHAR

Comentários