Inicial Notícias Política Ministério da Justiça ainda “não confirma” saída de Moro

Ministério da Justiça ainda “não confirma” saída de Moro

O Ministério da Justiça e Segurança Pública negou oficialmente, às 15h14 de hoje, horário de Brasília, que o ministro Sergio Moro tenha pedido demissão ao presidente Jair Bolsonaro. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, Bolsonaro comunicou a Moro uma troca no comando da PF (Polícia Federal), e o ministro, desautorizado, pediu para deixar o cargo.

Bolsonaro quer, de acordo com o jornal, tirar da diretoria-geral da PF Maurício Valeixo, que foi escolhido por Moro para a função. Valeixo é homem de confiança do ex-juiz da Lava Jato. O ministério não confirmou se houve troca na diração da PF. Desde o ano passado, Bolsonaro tem ameaçado trocar o comando da PF. O presidente quer ter controle sobre a atuação da polícia.

Os ministros Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) foram escalados para convencer Moro a permanecer no governo, segundo a Folha. Interlocutores do Ministério da Justiça, no entanto, afirmaram ao UOL que houve, sim, pedido de demissão de Sergio Moro. E que o governo ficou na expectativa de que o bloco militar conseguisse convencê-lo a permanecer no cargo. Um dos parlamentares próximos a Moro, Capitão Augusto (PL-SP), disse que ouviu do próprio ministro que não pediu demissão. O deputado é coordenador da bancada da bala, grupo que tem atuação alinhada ao Ministério da Justiça. “Havia marcado uma reunião com o ministro para terça-feira. Confirmei hoje, às 11 horas… Estava tudo normal. Fiz contato agora há pouco para saber se mantém a agenda, está mantida, não pediu demissão“, disse Capitão Augusto por mensagem ao UOL.

Ministério da Justiça ainda “não confirma” saída de Moro – Imagem: Divulgação

Fonte: Uol

Comentários

Carregue Mais Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta