Home Notícias Polícia Moça assassinada ao dar carona por Whatsapp também foi estuprada

Moça assassinada ao dar carona por Whatsapp também foi estuprada

1 min - tempo de leitura
10

Na tarde desta última terça-feira (21), o Ministério Público em Minas Gerais afirmou que a radiologista Kelly Cristina Cadamuro, 22, a jovem que combinou carona compartilhada (e cobrada) pelo Whatsapp, foi estuprada antes de ser violentamente assassinada.

Segundo a Promotoria, Kelly foi morta por Jonathan Pereira do Prado, 33, que está preso e assumiu a autoria do homicídio. Ele nega, porém, ter cometido o estupro.

De acordo com a denúncia oferecida pelo MP, Prado teria retirado a vítima ainda com vida do carro e a arrastado por alguns metros até um matagal, onde teria praticado o estupro.

O corpo de Kelly foi encontrado sem calças na beira de um rio.

 Kelly Cristina Cadamuro / Divulgação
Kelly Cristina Cadamuro / Divulgação

Com Folha de S. Paulo.

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Polícia

Deixe uma resposta

Leia Também

Durante debate na TV Norte Amazonino parte pras ofensas e por diversas ocasiões teve de ser interrompido

O debate desta quarta-feira (25), promovido pela TV Norte Amazonas/SBT entre o líder das p…