Morre aos 81 anos, Oscarino Varjão, o “Pai” do Peteleco

158

Na noite deste domingo (15/4) faleceu, em Manaus, Oscarino Farias Varjão, 81 anos, criador do boneco Peteleco. De acordo com informações da Secretaria de Saúde do Estado do Amazonas (Susam), o ventríloquo teve uma parada cardíaca no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, na Zona Centro-Sul da capital.

Oscarino Varjão e o boneco Peteleco - Imagem: Divulgação
Oscarino Varjão e o boneco Peteleco – Imagem: Divulgação

Oscarino estava internado no hospital desde a última sexta-feira (13) em decorrência de um câncer de estômago. Ele deixa esposa e dez filhos. O velório será realizado no Palácio Rio Negro na Av. 7 de setembro e será aberto ao público a partir das 8:00 da manhã de segunda-feira (16/4).

O boneco Peteleco é considerado Patrimônio Cultural Imaterial do Amazonas desde 2016. As histórias do simpático fantoche iniciaram na década de 1950, quando Oscarino tinha 20 anos e fazia shows nas ruas da capital como forma de superar dificuldades financeiras.

A parceria entre o ventríloquo Oscarino e o seu “filho” Peteleco é contada em um documentário dirigido pelo cineasta amazonense Anderson Mendes. A obra que conta a história da dupla, que já soma 60 anos, tem duração de 20 minutos e foi gravada no mês de abril de 2017.

O filme acompanha a preparação da dupla na véspera de um show no Teatro Amazonas, retratando com sensibilidade as memórias do passado, a relação de amizade entre Oscarino e o boneco Peteleco, bem como as esperanças e incertezas do futuro.

Oscarino também participou de programas nacionais como o Programa do Jô, em novembro de 2000.

Comentários