Inicial Notícias Amazonas MP solicita ampliação do número de leitos de UTIs para campanha contra Covid-19, em Parintins

MP solicita ampliação do número de leitos de UTIs para campanha contra Covid-19, em Parintins

Sem leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no município de Parintins, a prefeitura informou nesta última segunda-feira, 13, que está fazendo uma análise da ação solicitada pelo Ministério Publico do Estado (MP-AM), que pede a instalação de 13 leitos para o atendimento aos pacientes em estado grave por coronavírus.

Foto: Divulgação

“A prefeitura de Parintins está fazendo a análise da ação (do MP-AM). Como UTI é de alta complexidade o município vai buscar junto aos governos, Estadual e Federal, a viabilização dessa estrutura”, declarou em nota.

De acordo com a prefeitura de Parintins, a justificativa para inexistência de UTI no município para o atendimento da população, é por se tratar de uma estrutura de “responsabilidade do Governo do Estado, estabelecida pelo Ministério da Saúde” e sempre quando ocorre a necessidade, como em época de festivais, o governo instala e posteriormente retira.

A determinação do MP-AM em ação civil pública ajuizada neste último domingo, 12, pelas promotoras de justiça Marina Maciel e Eliana Leite Guedes, que solicita a ampliação do número de leitos de UTIs, pede ainda permanência deles no município, determinando que a instalação ocorra em até 15 dias.

Leitos Permanentes

O coronavírus trouxe à tona o despreparo presente na rede de saúde de Parintins, por não possuir UTIs em nenhum de seus hospitais, o principal amparo para resguardar pacientes que desenvolvem complicações por conta do covid-19, havendo necessidade da utilização dos equipamentos oferecidos nela, como os ventiladores.

Com isso, a promotoria solicitou a instalação de 6 UTIs adultos no HPS Jofre Cohen, e 7 no HPS Padre Colombo, sendo, 3 pediátricas e 4 neonatais, com instalação em até 15 dias, fiquem permanentes nas unidades.

A ação requer ainda, no prazo de 10 dias, um hospital de campanha com 50 leitos comuns e 4 leitos de UTIs. De acordo com a promotora Marina Maciel, “os moradores sofrem com a espera e a incerteza da remoção para a capital”.

Atualmente Parintins, que é município Polo para atender a região do baixo Amazonas, possuindo apenas 6 Unidades de Cuidados Intermediários (UCIs) e 50 leitos clínicos no Hospital Pronto Socorro Jofre Cohen, referência no tratamento do Covid-19 e síndromes respiratórias, conforme dados informados pela prefeitura.

O município registra 11 casos confirmados e 2 morte por coronavírus. Parintins foi ainda, o primeiro município do interior do Amazonas a registar casos de covid-19, conforme divulgado pela Fundação de Vigilância Sanitária (FVS-AM).

Governo

Em nota, o Governo do Estado informou que está “investido em Parintins para equipar o município com estrutura para atender casos de média complexidade, seja com o envio de equipamentos, seja com a ampliação de recursos do FTI para a saúde”.

“Além disso, o Governo vem atendendo a demanda de remoção de pacientes graves por UTI área. Em relação à ACP do Ministério Público, o Estado prestará os esclarecimentos necessários quando notificado”, finalizou nota.

Petição

No dia 12 de abril a promotora Marina Maciel iniciou uma petição on-line, para pedir a criação urgente de leitos de UTI em Parintins, o abaixo-assinado já registra mais de 1.300 assinaturas, para participar basta conferir este site. https://is.gd/3HOu9r

Comentários

Carregue Mais Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta