Home Notícias Manaus Nutricionistas do Caic publicam cartilha estimulando consumo de plantas alimentícias

Nutricionistas do Caic publicam cartilha estimulando consumo de plantas alimentícias

6 min - tempo de leitura
37

A experiência de profissionais de nutrição do Centro de Atenção Integral à Criança (Caic) Dr. Afrânio Soares, unidade da rede estadual de saúde, com o plantio de hortaliças regionais, resultou na publicação de uma cartilha que estimula a alimentação saudável entre crianças por meio do conhecimento do valor nutritivo de Plantas Alimentícias Não Convencionais (Panc).

Foto: Lúcio Pinheiro/Susam
Foto: Lúcio Pinheiro/Susam

Localizado no bairro Parque Dez, zona centro-sul de Manaus, a unidade oferece atendimento especializado de Endocrinologia Pediátrica e Nutrição, sendo referência na rede para o tratamento de doenças relacionadas ao metabolismo, obesidade e distúrbios alimentares, como anorexia e bulimia.

As autoras da cartilha, a nutricionista Mônica Souto Maior, e a aluna finalista em nutrição Fabiana Neves Silva, explicam que a publicação, a partir da experiência com as crianças nas atividades que envolvem o plantio na horta da unidade, é mais uma estratégia utilizada no serviço para auxiliar no tratamento dos pacientes.

“A gente fez a cartilha para que as famílias possam conhecer o valor nutritivo das Plantas Alimentícias Não Convencionais (Panc) e que a alimentação delas passe a considerar essas fontes naturais, que são da nossa região. A ideia é estimular os pais a consumirem e colocarem isso na alimentação das crianças”, comenta Mônica.

“Nós estimulamos a criança a entrar em contato com a terra, que saiba de onde vem o alimento e conheça os alimentos regionais. A gente precisa resgatar essa questão das hortaliças regionais e as nossas crianças precisam e merecem conhecer isso”, complementa Fabiana.

No dia a dia da unidade, as crianças atendidas no local participam de oficinas sobre plantio das Panc e, a cada atividade, elas vão adquirindo conhecimento. “Outro dia uma criança falou: ‘nossa, não sabia que isso (cará-moela) era de comer. Na casa da minha vó estraga’. Olha que interessante esse experiência”, afirma Mônica.

Relevância
A titular da Secretaria Executiva Adjunta de Atenção Especializada da Capital da Susam, Dayana Mejia, destacou a relevância do projeto para o serviço oferecido no CAIC, que já é referência na rede estadual de saúde.

Foto: Lúcio Pinheiro/Susam
Foto: Lúcio Pinheiro/Susam

“Quando a gente fala de comida, a gente fala de construção fisiológica, cultural, de saúde. Verdadeiramente, nós somos o que comemos. Por isso um trabalho desses é digno de todos os elogios. Assumimos aqui o compromisso de apoiar ainda mais essas unidades que terão um olhar especial deste novo governo”, afirmou Dayana.

Atendimento integral
A diretora do Caic, Elcileide Pereira da Silva, informou que os serviços de Endocrinologia Pediátrica e Nutrição já atenderam mais de 2,7 mil crianças. O acesso ao atendimento é feito de forma referenciada, via Sistema de Regulação (Sisreg) por ser uma especialidade. “Aqui, um serviço complementa o outroe, nisso, conseguimos oferecer um atendimento integral às crianças com doenças metabólicas”, destaca a diretora.

A cartilha “Horta das Crianças – Conhecendo nossas Plantas Alimentícias Não Convencionais (Panc)” teve a revisão botânica do Dr. Valdely Ferreira Kinupp e a colaboração da nutricionista e pesquisadora do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Dionísia Nagahama.

Foto: Lúcio Pinheiro/Susam
Foto: Lúcio Pinheiro/Susam

Com linguagem divertida e simples, a publicação apresenta algumas das Panc cultivadas na horta do Caic, falando das suas características, valor nutritivo e receitas. O lançamento da cartilha foi realizado na sexta-feira (03/05).

Para tornar a leitura mais atrativa, a cartilha ganhou ilustrações e os nomes das plantas receberam adaptações alternativas bem humoradas, de forma que despertassem o interesse e fixassem melhor na memória das crianças.

Para tirar o projeto do papel, Mônica e Fabiana contaram também com o apoio de patrocinadores. Segundo elas, todo o retorno financeiro com a obra será empregado nos seus projetos dentro da unidade. Um deles é a ampliação da horta.

*Com informações da assessoria

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Nickson Maciel
Carregar Mais Em Manaus

Deixe uma resposta

Leia Também

Alunos nordestinos fazem saudação nazista em sala de aula e são suspensos pela direção

Um grupo de adolescentes de 17 anos  do Colégio Santa Maria, um dos mais tradicionais da r…