O Desconhecido Amazônico

1310

Ontem a noite recebemos um prólogo para compartilhar com nossos seletos seguidores. A autora gostaria de saber a opinião de vocês, o nome dela é Camila Macena.

O Desconhecido Amazônico
O Desconhecido Amazônico

Bem algumas vezes a verdade é um pouco complicada, mesmo com todas as provas não conseguimos acreditar em certas coisas, imagine o que é tentar acreditar em algo que não passa de uma lenda, que você apenas ouviu falar, mas a tempo atrás quando eu era mais jovem, quando certos lugares eram desconhecidos pelo homem, onde os mesmo eram berços de riquezas, lindas paisagens…

Nos anos 20, minha família passava por uma grande crise, e não era a única que enfrentava os problemas financeiros, na realidade boa parte das famílias portuguesas vinham sofrendo com a fragilidade da economia portuguesa, com isso outros meios de se obter dinheiro chamavam atenção, em Portugal chegavam boas novas vindas do Brasil mais especificamente de Manáos (Manaus), que ganhava mais proporção no mundo com o chamado ouro branco.

Álbum comemorativo da inauguração da linha de navegação Portuguesa Manaus-Hamburgo - 1920
Álbum comemorativo da inauguração da linha de navegação Portuguesa Manaus-Hamburgo – 1920

E foi com o intuito de enricar que meu primo Alberto partiu para a região conhecida antes como sertão brasileiro, apesar de todas as promessas de riqueza ele estava ciente de que aquela região além das belezas era berço de inúmeras dificuldades, meu primo foi alertado de que a vida nesse lugar não era fácil, mas a vida aqui em Portugal não estava agradável, então meu primo partiu para Manáos com a ideia de que seus dias de miséria estariam perto do fim.

Álbum comemorativo da inauguração da linha de navegação Portuguesa Manaus-Hamburgo - 1920
Álbum comemorativo da inauguração da linha de navegação Portuguesa Manaus-Hamburgo – 1920

Alberto ao chegar na capital Belém percebeu como era grande o movimento em torno da tal borracha, e se encantou com tudo aquilo, mas ao desembarcar em Manáos percebeu um pedaço da França no meio da mata, arquitetura esplendorosa, ficou feliz.

Teatro Amazonas Antigamente em 1920
Teatro Amazonas Antigamente em 1920

Na cidade recebeu uma carta de um conhecido nosso de que ele estava a sua espera, e que ao chegar no seringal teria vida de rei. Foram dois dias de viagem a bordo de um barco sem estrutura alguma, apesar disso Alberto foi tratado como rei, e naquele momento percebeu como a vida dos homens que estavam a bordo seria complicada, era manhã quando eles desembarcaram no seringal, por dois dias ele viu apenas água e mata, e não foi diferente ao chegar no seringal, foi difícil se adaptar aquele modo de vida, onde Alberto era visto como um tirano, pelo fato de ser braço direito do Senhor da borracha, alguns meses depois meu primo assumiu o cargo principal pois o anterior veio a falecer, com isso Alberto se aproximou mais daqueles que trabalhavam e o sustentavam todos os dias.

Beneficiamento de borracha Fonte: Carmélia Esteves de Castro Coleção: Jorge Herrán
Beneficiamento de borracha
Fonte: Carmélia Esteves de Castro
Coleção: Jorge Herrán

A noite ele percebeu que os homens se reuniam debaixo de uma arvore para contar as proezas feitas por eles, e sempre as conversas acabavam em monstros, criaturas sobrenaturais, historias de bichos com mais de 2 metros, monstros capazes de engolir homens de uma vez, criaturas que confundiam a mente dos seringueiros e dos caçadores, mas Alberto como um homem ‘’moderno’’ jamais acreditou em alguma palavra ditas pelos seringueiros. Convencido de que estava certo tentaria provar aos homens de que eles estavam errados.

Manaus Antigamente em 1920
Manaus Antigamente em 1920

Durante as noites de lua cheia os homens evitavam entrar na mata, na tentativa de não afrontar as criaturas que ali habitavam, Alberto era teimoso, e apesar de ter sido alertado das criaturas que habitavam a mata nas noites de lua cheia partiu rumo à floresta, naquela noite os homens como de costume estavam reunidos debaixo da arvore, poucos minutos depois uma gritaria cortou o silencio da noite, perceberam que era Alberto, os gritos eram de desespero, depois de um tempo Alberto conseguiu chegar ao seringal e daquele dia em diante ele não deu uma palavra se quer sobre o que aconteceu nem sobre nada, perdeu a voz e com os dias ficou muito doente, pouco tempo depois recebi uma carta de meu primo estava muito doente, porem não era necessária minha presença.

Palácio da Justiça Antigamente em 1920
Palácio da Justiça Antigamente em 1920

Até que um dia uma carta chegou a Portugal, essa carta mudaria de vez minha vida e todo meu conceito sobre ciência e religião, meu primo havia desaparecido.

Percebi que eu deveria ir até Manáos e procurar meu primo, descobrir seu paradeiro, naquele momento eu estaria embarcando em uma grande aventura que mudaria minha vida para sempre…

Comentários

comentários

Loading...
COMPARTILHAR
AnteriorPrioridades
PróximoNos Fundos da UFAM