O mistério por trás de Momo, o Demônio do WhatsApp

1553

Um suposto demônio que está assustando usuários do WhatsApp, viralizou nas redes sociais. A Momo, uma figura bizarra com olhos arregalados e boca excessivamente curvilínea, seria um perfil de um espírito maligno, que sabe dados da pessoa com quem entra em contato e fala vários idiomas. Porém, o que começou como uma brincadeira pode representar um perigo real: um golpe na web.

O mistério por trás de Momo, o Demônio do WhatsApp - Imagem: Divulgação
O mistério por trás de Momo, o Demônio do WhatsApp – Imagem: Divulgação

A brincadeira funciona da seguinte forma: você recebe uma ligação, através do WhatsApp, do número atribuído a Momo (+81 345102539) ou liga para ela, e a voz do outro lado da linha sabe dados, como o seu nome e o país onde você mora. O fato assustador se popularizou em todo o mundo e está em alta também no Brasil; nomes como a atriz Maysa Silva e o youtuber Felipe Neto já fizeram piadas sobre o caso.

O DDD +81 é originário do Japão e a figura da Momo é a foto da escultura “Mulher Pássaro”, que faz parte do acervo do Museu Vanilla Gallery, em Tóquio. Além disso, internautas que entraram em contato com a Momo relataram que o número em questão faz ameaças, envia vírus, vídeos e fotos assustadoras, além de propor um desafio do tipo Baleia Azul. Esses fatos aumentaram os rumores de que a Momo, na verdade, pode ser um bot capaz de roubar dados do usuário.

Segundo Alex Brandão, desenvolvedor web da agência Top na Mídia, a lenda da Momo pode se tratar de um golpe de engenharia social para conseguir dados pessoais de usuários. “É preciso evitar abrir ou interagir com mensagens ou e-mails desconhecidos recebidos a partir do contato com o número da Momo”, aponta.

Já o consultor para negócios da Inquietos Marketing Digital Ronier Perdizio frisa que para não ter os dados roubados os usuários do WhatsApp devem manter suas informações privadas, além de evitar conversas com números desconhecidos. “Também não clique em links enviados pelo aplicativo sem saber se ele é confiável. Se tiver dúvida, melhor não clicar”, conclui.

A corretora de imóveis Simone Ferreirah, de 43 anos, contou que a filha de 17 anos recebeu uma ligação da ‘Momo do Whatsapp’. “Foi na semana passada, eram cerca de 22h, e como minha filha ficou com muito medo. Eu atendi”, disse ela, que é moradora de São Paulo.

“A ligação é chiada, não dá para ouvir nada. Eu logo comecei a xingar, perguntei se não tinha o que fazer”.

O número do prefixo 81, no entanto, retornou outras duas vezes. “Na última, uma voz meio rouca falou em português ‘eu sei onde você está’. Eu desliguei e bloqueei o número”, relatou Simone, que acrescentou não ter ficado com medo.

“Não é fantasma nenhum. Se der atenção aí sim vão puxar os seus dados, a pessoa acaba se autodelatando de nervoso. Não sei dizer se é um vírus para hackear usuários, mas está gerando pânico entre os adolescentes”, acrescentou Simone.

Comentários