O que é Ayahuasca?

2456
Ayahuasca leva você para o mundo espiritual e orienta-o, às vezes bem, às vezes chocante, mas sempre muito sinceramente a níveis mais profundos de consciência, e das coisas deste mundo e outros. pintura de : Don Pablo Amaringo
Ayahuasca leva você para o mundo espiritual e orienta-o, às vezes bem, às vezes chocante, mas sempre muito sinceramente a níveis mais profundos de consciência, e das coisas deste mundo e outros.
pintura de : Don Pablo Amaringo

Ayahuasca √© uma bebiba conhecida que pode ser traduzida como “vinho da alma”. Na l√≠ngua quechua aya significa esp√≠rito, ancestral, enquanto huasca significa vinho. A bebiba √© um ch√° feito do cip√≥ Banistereopsis Caapi e, geralmente, tamb√©m com folhas de Psychotria Viridis (chacrona). O produto √© usado desde √©pocas remotas por povos nativos da regi√£o, incluindo os Incas, n√£o somente com efeitos medicinais mas como agente de ilumina√ß√£o espiritual em seus rituais religiosos. Os paj√©s utilizam a ayahuasca (que significa “cip√≥ da alma”) em cerim√īnias religiosas de cura, para diagnosticar e tratar doen√ßas, para encontrar com esp√≠ritos e adivinhar o futuro.

Os dois componentes da bebida
Os dois componentes da bebida

A ayahuasca e um erva que induz estados alterados de percep√ß√£o. A ingest√£o do l√≠quido costuma provocar v√īmitos e diarr√©ia, mesmo em usu√°rios de longa data. De acordo com depoimentos des adeptos, depois da ‘limpeza do organismo’ atinge-se um est√°gio chamado de mira√ß√£o. Segundo os daimistas, √© quando se entra em contato com o Esp√≠rito Santo e tem in√≠cio um processo de autoconhecimento e melhor compreens√£o do mundo. O objeto mais antigo do uso da ayahuasca √© uma ta√ßa cerimonial feita de pedra, com ornamenta√ß√£o gravada, encontrada na cultura Pastaza da Amaz√īnia equatorial datando de 500ac a 50ad (museu Etnol√≥gico da Universidade Central em Quito, Equador). Isto mostra que o uso deste ch√° remonta cerca de pelo menos 2500 anos

Ayahuasca sendo preparada
Ayahuasca sendo preparada

Os principais compostos da ayahuasca tem uma estrutura comum que atrav√©s de certos mecanismos que influenciam determinadas fun√ß√Ķes do sistema nervoso central. O fator relevante √© a similaridade bioqu√≠mica destes compostos com a serotonina neurotransmissora (5-HT). Os alcal√≥ides presentes na ayahuasca, principalmente a harmina e a tetrahidroharmina, inibem a enzima neuronal monoamine oxidase (MAO). Triptaminas (especificamente a n,n-dimetiltripamina = DMT) s√£o derivadas das folhas da chacrona. Inibidores MAO s√£o largamente utilizados na medicina ocidental como anti-depressivos.

A planta ayahuasca j√° rendeu uma patente (US 5751P concedida em 1986) em nome do empres√°rio californiano Loren Miller, da International Plant Medicine Corporation dos EUA. Loren a chamou de “Da Vine”. Consta na descri√ß√£o da patente que a planta foi descoberta num quintal dom√©stico na Amaz√īnia. O detentor da patente reivindicou que Da Vine representava uma nova e distinta variedade de B. caapi, principalmente por causa da cor da flor. Em mar√ßo de 1999 a CIEL – Center for International Environmental Law, em nome da Coordena√ß√£o das Organiza√ß√Ķes Ind√≠genas da Bacia Amaz√īnica (COICA) e da Coalis√£o Amaz√īnica (Amazon Coalition), depositou um pedido de reexame desta patente em nome de entidades vinculadas a defesa dos interesses de povos ind√≠genes da Amaz√īnia, alegando tratar-se da apropria√ß√£o de uma planta sagrada para muitas comunidades e utilizada em suas cerim√īnias religiosas e de cura. Em novembro de 1999 o USPTO divulgou decis√£o rejeitando a patente, aceitando o argumento de que a mat√©ria depositada n√£o revelava uma variedade nova de planta. O argumento de Miller era de que a planta por ele depositada se distinguia da ayahuasca porque suas folhas eram inicialmente rosas e tornavam-se brancas com o envelhecimento da planta, argumento contestado pela CIEL que alega que a ayahuasca tamb√©m possu√≠a esta caracter√≠stica de descolora√ß√£o.

Ayahuasca sendo cozida
Ayahuasca sendo cozida

Povos Ind√≠genas continuam protestando contra esta patente. BENKI ASHANINKA, representante do povo ASHANINKA levantou o assunto no workshop internacional “Cultivando Diversidade” em maio de 2002 em Rio Branco, Acre: “… isto mostra a falta de consci√™ncia e respeito para outras culturas” . Segundo o l√≠der ind√≠gena Marcos Terena: “a ayahuasca √© um exemplo de um patrim√īnio ind√≠gena da Amaz√īnia peruana/brasileira que algu√©m, dos Estados Unidos, resolveu patentear com o selo dele. Isto n√£o podemos mais admitir. Mas a gente n√£o consegue fazer nada se n√£o compartilhar essas preocupa√ß√Ķes com o meio cient√≠fico. O meio cient√≠fico √© quem vai produzir esse tipo de material. N√≥s n√£o temos capacidade para produzir uma p√≠lula, uma inje√ß√£o, mas o homem branco tem. baseado em que ? baseado na sabedoria ind√≠gena.”

O uso da Ayahuasca vem se espalhando pelo mundo atrav√©s do “Santo Daime” e da “Uni√£o do Vegetal”, religi√Ķes fundadas no s√©culo passado no Brasil. At√© pouco tempo atr√°s, nos Estados Unidos, a bebida estava classificada como sust√Ęncia ilegal, porque ela cont√©m o alucin√≥geno dimethyltriptamin (DMT). Desde agosto 2002, a bebida est√° liberada nos EUA para o uso religioso. Desde ent√£o, o com√©rcio do chamado “Caapi Vine” vem crescendo. O interessante nesse fato, √© que j√° existem planta√ß√Ķes com fins comerciais nos EUA e no Hawaii.

Ap√≥s 18 anos de estudos, o Conselho Nacional de Pol√≠ticas Sobre Drogas do Brasil retirou, em 23 de novembro de 2006, a ayahuasca da lista de drogas alucin√≥genas definitivamente. A ayahuasca j√° havia sido exclu√≠da desta lista em car√°ter provis√≥rio desde setembro de 1987. Em 26 de janeiro de 2010, o Governo Brasileiro disp√īs a regulamenta√ß√£o de seu uso para fins religiosos, tendo vetado o seu com√©rcio e propagandas al√©m de coibir seu uso em conjunto com outras drogas e em eventos de turismo. O cadastramento das entidades que utilizam a ayahuasca √© facultativo

Abaixo outras pinturas do Don Pablo Amaringo sobre as viagens causadas pela Ayahuasca

pintura SOBRE A Ayahuasca de : Don Pablo Amaringo
pintura SOBRE A Ayahuasca de : Don Pablo Amaringo
pintura SOBRE A Ayahuasca de : Don Pablo Amaringo
pintura SOBRE A Ayahuasca de : Don Pablo Amaringo
Ayahuasca leva você para o mundo espiritual e orienta-o, às vezes bem, às vezes chocante, mas sempre muito sinceramente a níveis mais profundos de consciência, e das coisas deste mundo e outros. pintura SOBRE A Ayahuasca de : Don Pablo Amaringo
pintura SOBRE A Ayahuasca de : Don Pablo Amaringo
pintura SOBRE A Ayahuasca de : Don Pablo Amaringo
pintura SOBRE A Ayahuasca de : Don Pablo Amaringo
pintura SOBRE A Ayahuasca de : Don Pablo Amaringo
pintura SOBRE A Ayahuasca de : Don Pablo Amaringo

Coment√°rios