O que √© o “caxang√°”, que os escravos de J√≥ jogavam ?

78

Caxang√° tem v√°rios significados, mas nada de jogo. Pode ser um crust√°ceo (parecido com um siri), um chap√©u usado por marinheiros, e h√° at√© uma defini√ß√£o ind√≠gena: segundo o Dicion√°rio Tupi-Guarani-Portugu√™s, de Francisco da Silveira Bueno, caxang√° vem de ca√°-√ßang√°, que significa “mata extensa”. Mas nada disso tem a ver com jogo e menos ainda com J√≥, o personagem b√≠blico que perdeu tudo o que tinha (inclusive os escravos), menos a f√©. Isso deixa os especialistas intrigados. “J√° procurei caxang√°, caxeng√° e caxing√°, com ¬Ďx¬í e ¬Ďch¬í, e n√£o encontrei nada que fizesse sentido como um jogo”, diz o etimologista Cl√°udio Moreno.

“Se esse jogo existisse, seria quase imposs√≠vel explicar como ele passou despercebido por todos os antrop√≥logos e etn√≥logos que estudam nossas tradi√ß√Ķes populares.”

O que pode ter ocorrido √© uma esp√©cie de “telefone sem fio”: se originalmente o verso fosse “juntavam caxang√°” ao inv√©s de “jogavam”, poder√≠amos pensar em escravos pegando siris em vez de em um jogo.

Outra hip√≥tese √© que caxang√° seja uma express√£o sem sentido, como “a tonga da mironga do kabulet√™”, da can√ß√£o de Toquinho e Vin√≠cius – as palavras separadas at√© t√™m sentido (s√£o voc√°bulos africanos), mas n√£o com o significado que elas t√™m na m√ļsica.

caxang√°
caxang√°

Coment√°rios