√Ēnibus dever√£o ser recolhidos assim que comecar a greve dos policiais militares em Manaus

217

Atrav√©s de informa√ß√Ķes divulgadas nas redes sociais, policiais militares do Amazonas confirmaram uma paralisa√ß√£o a partir das 19h desta quarta-feira (14/3) que dever√° se estender at√© a sexta-feira (16). Por conta desta paralisa√ß√£o, os rodovi√°rios do transporte coletivo p√ļblico tamb√©m prometeram recolher os √īnibus das ruas da capital amazonense alegando falta de seguran√ßa.

Popula√ß√£o sem √īnibus / via Whatsapp
√Ēnibus dever√£o ser recolhidos assim que comecar a greve dos policiais militares em Manaus – Imagem: Arquivo

‚ÄúConvoco a todos voc√™s que √†s 19h n√£o montem servi√ßo. Essas faltas come√ßam a partir de hoje e v√£o at√© sexta-feira, no turno da manh√£. S√≥ montar√° servi√ßo o policial que estiver entrando no turno da noite da sexta feira. Voc√™s, policiais da capital e do interior, todas as unidade est√£o aderindo √† luta em defesa da nossa lei. N√£o podemos aceitar nenhum tipo de troca do nosso direito‚ÄĚ declarou Gerson Feitosa, presidente da Apeam.

Assim que os policiais militares paralisarem as atividades, os √īnibus tamb√©m v√£o parar de circular. A previs√£o √© de que entre 60% ou 70% da frota em Manaus paralise, afirmou¬† o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodovi√°rio de Manaus(STTRM), Givancir Oliveira.

J√° o presidente do STTRM justificou a falta de seguran√ßa para o recolhimento dos √īnibus coletivos. ‚ÄúN√≥s temos uma preocupa√ß√£o grande em rela√ß√£o √† nossa seguran√ßa. Vamos pegar o gancho da greve dos policiais, tanto pela nossa seguran√ßa em rodar pela cidade √† noite sem vigil√Ęncia, quanto para usar o protesto para pedir maior seguran√ßa ao transporte p√ļblico‚ÄĚ, disse Givancir.

 

Coment√°rios